PUBLICIDADE

Parada abre espaço para relembrar a história e a resistência do movimento queer

Mais um ano como patrocinadora da Parada, Smirnoff trabalha com a temática da inclusão em diversas ações, e produz podcast com ONG LGBT+

15 jun 2022 - 08h00
(atualizado em 17/6/2022 às 16h34)
Ver comentários
Foto: Raphael Renter / Unsplash

Após dois anos de eventos virtuais devido à pandemia, a Parada LGBTQIA+ está de volta às ruas de São Paulo, no próximo domingo (19), para celebrar a história e resistência do movimento queer. Patrocinadora da Parada por mais um ano, Smirnoff é uma das marcas que está fazendo história ao trazer esse momento histórico para o presente, relembrando e reafirmando o compromisso político e social do Protesto de Stonewall, de 1969, no qual pessoas trans e pretas lutaram pelo direito de existir da comunidade LGBTQIA+. Em 2022, a marca entrará na avenida Paulista com um trio elétrico, além de um meeting point exclusivo para convidados, com DJ, maquiadores e outras ativações.

Além da presença na Parada LGBTQIA+ como patrocinadora oficial, Smirnoff trabalha com a temática da inclusão em diversas ações durante o ano, inclusive internamente, com sólidas políticas de diversidade dentro da estrutura da empresa. “Estar presente na Parada do Orgulho é uma forma de demonstrar o DNA da marca Smirnoff. Somos a vodka número 1 do Brasil e do mundo, e essa posição implica na importância de liderarmos uma agenda que provoque impactos positivos na sociedade. Smirnoff é essencialmente uma marca inovadora e democrática, comprometida a ter mais ações que viabilizem e fortaleçam as pautas de equidade, inclusão e diversidade, para garantir que todos os nossos consumidores sejam respeitados, representados e ouvidos” comenta Patricia Ruggeri, gerente de marketing de Smirnoff.

O apoio à comunidade nas áreas da economia criativa e empreendedorismo também está no planejamento da marca que estará presente na 21ª Feira Cultural da Diversidade da Parada LGBT+, organizada pela ONG Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo (APOLGBT-SP), que acontece na quinta-feira (16) no Largo do Arouche, em São Paulo. Com atividades que promovem ações em prol dos direitos humanos voltados à população LGBT+, Smirnoff terá ações voltadas para empresas e empreendedores da cultura queer.

Dar voz às temáticas do universo LGBTQIA+ é algo tão importante para Smirnoff que a marca é patrocinadora do podcast "Vozes da Parada", que conta com Cláudia Garcia, presidente da Parada LGBT+ de São Paulo, Nelson Pereira, integrante do Conselho de Sócios-Fundadores da Parada LGBT+ de São Paulo e a personagem Tchaka Drag Queen. A cada episódio o podcast discute temas essenciais para a comunidade queer como políticas públicas voltadas para a população LGBTQIA+, cidadania e direitos humanos, novas configurações de família, saúde e prevenção sexual, empregabilidade trans e saúde mental. 

Foto: Foto: Reprodução/@VozesDaParada

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

Além de quebrar estigmas e informar a população sobre pautas relacionadas à população queer, o podcast foi criado para facilitar o acesso de pessoas LGBTQIA+ a recursos essenciais como legislação contra o preconceito, direitos na justiça e na saúde e transição médica. Todos os episódios têm o reforço de convidados especiais. Ao discutir novas configurações de famílias além do padrão binário pai e mãe, o podcast traz um papo leve e informativo com convidados como Majú Giorgi, fundadora do Mães pela Diversidade, Jaciana, mãe de duas crianças trans, e Paulo Pinheiro, bissexual e pai de LGBTQIA+.

Na hora de falar sobre direitos humanos, Renan Quinalha - advogado, professor de Direito e Coordenador Adjunto do Núcleo TransUnifesp - e Dimitri Sales, advogado, professor universitário e Presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana de São Paulo, abordam as pautas com propriedade e técnica.

O envolvimento de Smirnoff em pautas contra a LGBTQIA+fobia é antigo. Em 2017 a empresa criou a iniciativa #ChooseLove. A ideia era filtrar conteúdo ofensivo e homofóbico em redes como o Twitter e o Facebook, respondendo aos usuários com ilustrações que celebravam a diversidade. Em 2021, a Smirnoff celebrou o Dia Internacional Contra a LGBTfobia com uma campanha focada em mulheres queer, chamada #MulheresRevolucionárias. A série trouxe cinco ensaios fotográficos feitos pela retratista carioca Julia Rodrigues que, para respeitar o distanciamento social, fez todas as fotografias por meio de videochamada.

Apoiar a diversidade também é falar sobre preconceito racial, e Smirnoff apoia iniciativas culturais e sociais comandadas por pessoas pretas. Em novembro de 2021 a marca foi uma das apoiadoras do Afropunk, festival global que aconteceu no Brasil pela primeira vez para celebrar histórias e vozes negras. O festival também celebra a diversidade da comunidade queer e a beleza de povos marginalizados ao redor do mundo.

CONHEÇA A IMPORTÂNCIA DE STONEWALL

A revolta de Stonewall, movimento que se iniciou em 28 de junho de 1969 em Nova York, nos EUA, abriu caminho para os direitos sociais conseguidos hoje nos principais países do mundo e revolucionou a cultura e a música da época. Os valores de liberdade, diversão e orgulho trazidos pelo protesto continuam presentes e são reafirmados na Parada do Orgulho LGBTQIA+ com apoio de marcas patrocinadoras, responsáveis por ajudar a engrandecer a causa.

APRECIE COM MODERAÇÃO. NÃO COMPARTILHE COM MENORES DE 18 ANOS.

Fonte: FF Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade