PUBLICIDADE

Jogamos: Thunder Tier One é jogo tático com desafio intenso

Shooter tático oferece combates modernos realistas e isso é bom e ruim

3 ago 2021 12h11
ver comentários
Publicidade
Thunder Tier One
Thunder Tier One
Foto: Krafton / Divulgação

Thunder Tier One é o próximo jogo da Krafton, publisher do popular battle royale PUBG e também é um jogo de tiro atual, porém ao invés de colocar dezenas de jogadores lutando uns contra os outros pela sobrevivência, o novo game oferece missões táticas, cooperativas e vistas do alto, em que o planejamento de cada passo é tão importante quanto a execução. E qualquer vacilo do jogador pode ser fatal.

Na prévia que joguei nesta semana, foi possível experimentar três missões interconectadas, em que eu e até outros três jogadores (ou aliados controlados pela IA) precisavamos atravessar bases apinhadas de inimigos para fazer a extração de objetivos estratégicos.

Depois de  uma série de fracassos nas primeiras tentativas, ficou claro que não tinhamos a habilidade para tentar uma rota 100% furtiva no melhor estilo Metal Gear Solid - e com o sucesso do plano B (pé na porta, soco na cara) me pareceu que talvez nem fosse isso que o jogo esperasse.

Não me entenda mal: Avançar silenciosamente e evitar a detecção pelos oponentes, com o mínimo derramamento de sangue, é possível, mas requer muito cuidado e atenção na hora de dar comandos aos colegas controlados pela IA, ou trabalhar muito bem em equipe, com dois companheiros nem um pouco afobados. Nem uma das duas coisas é fácil sem bastante prática.

Missões de Thunder Tier One podem ficar bem tensas
Missões de Thunder Tier One podem ficar bem tensas
Foto: Krafton / Divulgação

Controlar os companheiros digitais não é tão simples quanto deveria e pode tornar as partidas mais difíceis, pois o jogador tende a errar mais e ficar exposto, mesmo sabendo o que precisa fazer. É a maneira mais tática de se jogar, mas a Krafton ainda precisa melhorar os controles de Thunder Tier One nesse quesito. De forma geral, o game funciona melhor em modo cooperativo.

Thunder Tier One parece ficar em um meio termo entre os 'dual stick shooters' mais acelerados e voltados para a ação e os jogos táticos vistos do alto, como Desperados ou Commandos. Tudo aqui acontece em tempo real e o ideal é que os jogadores aprendam com os erros em cada partida, planejem bem os movimentos e estejam prontos para improvisar (ou seja, mandar bala em qualquer inimigo que aparecer por um lado que não estava coberto).

Tela de inventário lembra a de PUBG
Tela de inventário lembra a de PUBG
Foto: Krafton / Divulgação

E após várias tentativas de ser furtivo, tático, organizado, é meio estranho que todos os objetivos possam ser alcançados rapidamente jogando como um time de Rambos com uma boa pontaria. Correr na direção do objetivo, abatendo quem aparecer e evitando desperdiçar munição funciona melhor do que deveria, mesmo na dificuldade Realista. É divertido? Sem dúvida? Mas não sei se era a proposta do jogo.

Em desenvolvimento para PC, Thunder Tier One ainda não tem uma data certa para o lançamento.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade