PUBLICIDADE

Jogamos: Nintendo Switch Sports traz esportes casuais para nova geração

Franquia que marcou época no Wii chegará ao Switch em 29 de abril

3 mar 2022 12h19
ver comentários
Publicidade
Switch Sports é nova investida esportiva da Nintendo
Switch Sports é nova investida esportiva da Nintendo
Foto: Nintendo / Divulgação

Anunciado de surpresa no primeiro Nintendo Direct de 2022, Nintendo Switch Sports traz de volta uma das mais populares franquias da empresa japonesa, com uma coletânea de esportes coletivos para se divertir de forma casual com os amigos em partidas locais ou online.

O Game On participou de um teste online do game, com três esportes disponíveis: tênis, boliche e chambara (luta de espadas), experiência que já deu uma boa indicação de como será o novo game esportivo da Nintendo.

Os controles, questão-chave da experiência dos primeiros Wii Sports, permanecem por movimento, cuja funcionalidade é similar à de Club e Resort, com precisão e resposta equivalente ao Wii Motion Plus. Apesar do jogo recomendar uma calibragem antes do início da partida, não foi notado qualquer problema de controle, seja imprecisão ou algum grau de delay. Nesse ponto os Joy-Cons mostram sua evolução em relação ao antigo Wiimote, uma vez que ele não requer barra de sensor e dificilmente será objeto de alguma forma de interferência que possa atrapalhar o jogo.

O componente online rolou sem problemas, a parte algumas quedas nos primeiros minutos do horário de testes. O tênis, e sobretudo a luta de espadas, que exige respostas imediatas por se tratar de um esporte de contato, também rolaram sem soluços ou quedas. O boliche, por sua vez, propõe um torneio com rodadas eliminatórias, contrariando a natureza familiar dos primeiros games da franquia, e deixando a entender que Nintendo Switch Sports terá um foco maior em competições variadas, talvez em modos regionais e internacionais. O Chambara evolui a proposta de sua versão original em Wii Sports Resort, adicionando duas armas novas, um ataque carregado e novas manobras defensivas possíveis graças ao giroscópio preciso dos Joy-Cons.

Luta de espadas em Nintendo Switch Sports
Luta de espadas em Nintendo Switch Sports
Foto: Nintendo / Divulgação

Graficamente, Nintendo Switch Sports faz um bom trabalho, com visuais HD agradáveis e rodando (ao menos na demonstração) em 60 quadros por segundo constantes. No lugar dos antigos Miis estão novos bonecos que na versão final poderão ser totalmente customizáveis e parecem um pouco menos cartunescos que seus antecessores. A Nintendo promete 7 modalidades esportivas para a versão final que será lançada em abril - além dos seis já presentes (boliche, chambara, futebol, tênis, vôlei e badminton), o golfe será adicionado como DLC gratuito, o que coloca Nintendo Switch Sports em posição média em comparação aos jogos anteriores (5 modalidades de Wii Sports e 12 de Wii Sports Resort), ainda que nada impeça a Nintendo de futuramente adicionar mais modalidades via DLCs e/ou expansões.

Nintendo revela os próximos lançamentos do Switch; assista:

Herdeiro de uma tradição recente

Em um distante 2006, a Nintendo promoveu uma revolução silenciosa que mudou o rumo da sétima geração de consoles. A ponta de lança foi Wii Sports, game que reúne 5 modalidades esportivas jogadas através de controles por movimento, recurso inédito até então. Se é verdade que a funcionalidade já existia antes do Wii, ela esteve presente apenas de forma experimental ou limitada a acessórios temáticos ou excêntricos, como luvas interativas ou varas de pescar.  O controle Wiimote, por sua vez, colocou o sensor de movimento como o centro da experiência de jogo, utilizando com precisão os movimentos de mãos e braços para a execução das ações propostas por cada modalidade.

O resultado foi uma espécie de "reset", em que jogadores experientes, acostumados a complicadas combinações de botões e direcionais se viram igualados a novos jogadores (chamados na época com o pejorativo "casual gamers"), que por sua vez abraçaram a nova proposta de jogo e formaram incontáveis filas para comprar o Nintendo Wii. Wii Sports virou "pop", se transformando em pauta jornalística, estrela de reuniões familiares, festas e churrascos e mesmo ferramenta em clínicas de fisioterapia.

Três anos depois, em 2009, a Nintendo lança a sequência Wii Sports Resort, e como o título sugere, dessa vez adicionando o tema de colônia de férias às modalidades esportivas presentes. Além da expansão para 12 esportes, a grande novidade de Wii Sports Resort foi o Wii Motion Plus, acessório que uma vez plugado no Wiimote padrão, aumenta sua precisão e amplitude da captação de movimento graças a um giroscópio presente nele. Dessa forma, movimentos mais sutis, como giros dos pulsos e movimentos curvos, eram melhor lidos, fazendo com que a experiência dos esportes fosse mais bem representada. Assim como seu antecessor, Wii Sports Resort foi um dos grandes sucessos do Nintendo Wii.

Wii Sports Club foi a tentativa da série no Wii U
Wii Sports Club foi a tentativa da série no Wii U
Foto: Nintendo / Divulgação

Em 2013, a Nintendo lançou Wii Sports Club para o Wii U. Remake HD do Wii Sports original, Wii Sports Club teve como novidades apenas um tímido modo online e algumas desnecessárias funcionalidades do Gamepad adicionadas sobre os esportes presentes. Estranhamente, a Nintendo optou por lançar Wii Sports Club "fatiado", em 5 downloads avulsos, em sua loja online, para somente depois fazer um lançamento tradicional, estratégia que se mostrou ineficaz e só serviu para diminuir o alcance comercial do jogo. 

A franquia então entrou em um período de recesso, sem qualquer menção sobre sequência por parte da Nintendo, que ao longo da era Wii U deu sinais que abandonaria os controles por movimento. Então causou grande surpresa quando Nintendo Switch Sports foi anunciado no primeiro Nintendo Direct de 2022, deixando claro que a Nintendo não esqueceu de um de seus maiores sucessos recentes. 

Com legendas e menus em portugês, Nintendo Switch Sports chega em 29 de abril.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade