PUBLICIDADE

Free Fire é jogo mais popular entre fãs de esport no Brasil

Jogos do gênero Battle Royale, como Fortnite e Warzone, dominam a preferência do público

22 jun 2021 10h39
| atualizado às 10h48
ver comentários
Publicidade
Free Fire
Free Fire
Foto: Garena / Divulgação

De acordo com a oitava edição da Pesquisa Game Brasil (PGB 2021), os jogos do gênero battle royale, como Free Fire e Fortnite, são os mais acompanhados pelos fãs de esport no país modalidades e os jogos de esports mais acompanhados pelo público no país, atraindo o interesse de 53,5% dos gamers. Na sequência, estão os jogos de futebol e de luta, com 44,5% e 37,7%, respectivamente.

O game de celular Free Fire é o mais popular entre os fãs de esport brasileiros, conhecido por 70,9% dos gamers que acompanham esport. Outro jogo de tiro muito popular vem logo atrás, na segunda e terceira posição: Call of Duty: Black Ops Cold War (69,4%) e Call of Duty: Warzone (68,8%).

Crescimento do esport no Brasil

Competições profissionais de Free Fire atraem multidões de fãs
Competições profissionais de Free Fire atraem multidões de fãs
Foto: Garena / Divulgação

Os esportes eletrônicos (esports) seguem ganhando cada vez mais espaço no país. É o que mostra a pesquisa, levantamento anual mais importante sobre o consumo de jogos digitais em território nacional, cujos indicadores apontam uma a escalada do reconhecimento em torno desta modalidade nos últimos 4 anos.

De acordo com o estudo, 64,3% dos jogadores brasileiros já ouviram falar em esports. O principal destaque, porém, fica por conta do aumento de 10,7 pontos percentuais do público praticante comparado ao ano anterior — os gamers que conhecem e praticam a modalidade saltou de 44,7% para 55,4%. Um dos principais fatores que contribuíram para este crescimento foi o impacto do isolamento social imposto pela pandemia de COVID-19.

Como o entretenimento em outros setores freou com a pandemia, os eSports ganharam maior visibilidade, ocupando um espaço importante e mostrando resultados expressivos em conhecimento sobre o que é esta modalidade, sua prática e o consumo de conteúdo relacionado a ela entre os gamers no Brasil”, conta Carlos Silva, Head de Gaming na GoGamers.

Uma característica interessante do público de esports é o perfil mapeado de jogadores, que praticam e enxergam como uma possível carreira, e o perfil espectador, que são os consumidores que acompanham e se engajam em torneios e campeonatos, criando assim  uma base de fãs associada aos times e celebridades brasileiras.

Ainda sobre a carreira nos eSports, de acordo com a PGB 2021, apenas 30,5% dos jogadores receberam premiações em dinheiro ao participar de competições.

"Muitos jovens sonham em se tornar pro players, movimento que atrai a atenção de marcas e clubes esportivos tradicionais, mas esse público muitas vezes começa em torneios menores e amadores. Mesmo assim, esse interesse fica claro quando notamos o aumento na prática dos eSports de um ano para o outro, e que acontece de maneira acelerada”, afirma Silva.

Consumo de conteúdo de eSports

PGB analisa perfil do espectador de esport
PGB analisa perfil do espectador de esport
Foto: GoGamers/PGB 2021 / Divulgação

A PGB 2021 revela que assistir a partidas competitivas tornou-se parte da atividade semanal de muitos brasileiros em 2020. Enquanto 12,8% dos gamers que conhecem esports consomem conteúdo relacionado à modalidade diariamente, 18,2% fazem isso duas vezes por semana, e 17,8% uma vez por semana. 

Fora isso, o consumo de conteúdo da categoria é superior a 3 horas semanais para 29% da audiência e a 2 horas semanais para 24,7% do público de esports no Brasil — o dado tem a ver com as partidas realizadas em torneios, que costumam ser longas, e a transmissões imersivas feitas ao vivo. Somente 14,3% não acessam streamings ou consomem outro tipo conteúdo relacionado a esports.

Torneio de Free Fire promove união de povos indígenas:

Para se manter informado sobre as competições de eSports, a maioria do público interessado (63,7%) prefere acompanhar veículos de comunicação especializados no assunto, enquanto 22,1% se atualiza via canais de times e atletas, e 19,6% por meio de celebridades ligadas à modalidade.

A maior parte do público (75%) acompanha esports online, com uma pequena parcela assistindo de forma presencial: 18% em arenas e 16,4% em clubes. “O indicador pode ter sido impactado pelo isolamento social e, embora as futuras edições da PGB possam mostrar uma diferença mais efetiva entre físico e digital, ainda se espera que a presença online seja mais volumosa por conta da facilidade de acesso”, explica o Head de Gaming da GoGamers.

Ainda sobre o consumo de conteúdo de esports em espaços digitais, o YouTube permanece na liderança com 84,6% de preferência do público, seguido pelo Instagram com 34,5% — onde supõe-se que o consumo é feito por meio dos perfis oficiais de atletas, times e celebridades que utilizam a rede social. “Canais de TV paga e aberta começam a surgir como uma opção de consumo dos conteúdos, um reflexo das transmissões de torneios e eventos”, acrescenta Silva.

Pesquisa Game Brasil

Fruto de uma parceria entre Sioux Group, Go Gamers, Blend New Research e ESPM, a PGB 2021 ouviu 12.498 pessoas em 26 estados e no Distrito Federal. As entrevistas foram realizadas entre os dias 7 e 22 de fevereiro deste ano.

Com informações: Pesquisa Game Brasil 2021

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade