PUBLICIDADE

CCXP Worlds 21 traz conteúdo do Twitch para Game Arena

Programação mais engessada que o do ano anterior no palco de games aumenta ansiedade pelo evento presencial em 2022

5 dez 2021 15h22
ver comentários
Publicidade
Tribo Game Arena é uma parceria entre a CCXP e o streamer Gaules.
Tribo Game Arena é uma parceria entre a CCXP e o streamer Gaules.
Foto: Divulgação/CCXP Worlds 21

A parceria entre Comic Con Experience e Gaules subiu mais um patamar na edição da CCXP Worlds 21. Desta vez, o palco ganhou até o nome da comunidade do streamer brasileiro: Tribo Game Arena. No entanto, a experiência do evento que mais uma vez precisou online por conta da pandemia de covid-19, teve uma queda brusca em relação ao ano anterior, com conteúdos do Twitch para o palco de games.

Mesmo que, pela primeira vez o evento tenha contado com conteúdos produzidos durante a madrugada, a programação da Game Arena trouxe pouca inovação. O ponto positivo foi a diversidade de entrevistados e conversas com personalidades importantíssimas do cenário de Counter-Strike.

No "corujão" do Gaules, o painel 'Old School Cage' reuniu os jogadores de CS:GO dos primeiros anos da cena competitiva no Brasil e alguns que ainda seguem em atividade.

Participaram Jean "mch" Michel D'Oliveira, Ricardo "dead" Sinigaglia , Ricardo "boltz" Prass, Renato "nak" Nakano, Yuri "Fly" Uchiyama, Lorenzo "lrz" Araújo, Thiago "BTT" Monteiro, Nathan "fv" Mendes, e  Liminha, que também produziu o seu 'talk show' com algumas entrevistas.

As ações da Game Arena continuaram na madrugada, com o bate papo entre Michel e o Fernando "fer" Alvarenga, jogador da 00 Nation. Já de manhã, a streamer da Tribo, Nahzinha, apresentou o quadro 'Cozinha da Nahzinha', onde recebeu a jogadora do MIBR, Bruna "Bizinha" Marvila e a comentarista Pan Shibuya.

O domingo (5) segue com a programação do IEM Winter 2021, de CS:GO, e uma gameplay de NBA2k.

Numa análise geral, o cenário de CS:GO esteve muito bem atendido e representado na Game Arena, mas tendo em vista o tamanho do cenário gamer no Brasil, mais uma vez a conferência deixou a desejar para o público em massa.

Assim, o evento online mais uma vez desperdiçou a oportunidade de se conectar com os jogadores mais casuais, e que passam ainda mais a ansiar pelo retorno do evento presencial.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade