PUBLICIDADE

Back 4 Blood tem ação, sustos e estratégia

Turtle Rock apostou todas as fichas em trazer a essência de Left 4 Dead para os fãs, mas B4B é mais do que isso

22 out 2021 10h20
ver comentários
Publicidade
Back 4 Blood tem ação, sustos e estratégia:

Eu sempre penso que se eu sobrevivesse o suficiente em um apocalipse zumbi para me tornar uma assassina "bad ass", o período seria insustentável sem alguns amigos para lutar lado a lado comigo. Por isso, quando Back 4 Blood foi anunciado pela Turtle Rock Studios e pela Warner Bros. Games, com mecânicas co-op potencialmente muito divertidas, me animei na hora. Foi então que joguei o Beta, me diverti "a rodo", mas agora venho trazer meu veredito.

De fato, Back 4 Blood cumpre a proposta de ser o "sucessor espiritual" de Left 4 Dead, garantindo ação, muito sangue, uma boa variedade de zumbis e mais um modo multiplayer além da campanha. Os gráficos agradáveis e as mecânicas muito responsivas.

Não tive qualquer problema fora dos bugs esperados por se tratar de um jogo online - queda de latência, algumas travadas. Isso sem contar a dinâmica super divertida dos baralhos, que testa a nossa criatividade e capacidade de criar estratégias para o jogo.

Superficialmente falando, é um bom jogo. Mas existem alguns pontos que transformam Back 4 Blood em um exemplar diferente dos demais games pós-apocalípticos. Até porque a história é a mesma de qualquer outro: um grupo de pessoas tentando não morrer. Ponto.

Quem tem amigo, tem tudo

Quem gosta de jogar com os amigos, sai no lucro duas vezes. Primeiro, no modo campanha, porque os Sentinelas, como os oito personagens jogáveis são chamados, precisam cumprir a missão de avançar em quatro atos, em locais não explorados e infestados de monstros.

É basicamente fazer a "limpeza" do local que está cheio de infectados. Em segundo, B4B suporta até oito jogadores no PvP enxame. Ou seja, dá para criar game parties tranquilamente com um modo totalmente diferente e muito satisfatório (falei um pouco mais sobre ele no vídeo do Beta).

Mas é aí que mora o "x" da questão. Por mais que a própria Turtle Rock tenha pregado a palavra do co-op durante toda a campanha de marketing, muitas pessoas sentiram falta de um modo solo eficaz. Jogar em equipe nem sempre é tão viável, ou seja, muitas vezes juntar a galera para fechar um squad pode ser difícil.

Atualmente, Back 4 Blood suporta um modo de campanha solo com todas as cartas desbloqueadas para que os jogadores possam criar e testar construções de baralhos, familiarizar-se com o layout das missões e cartas de corrupção dos contagiados. Participar da campanha solo o colocará na missão com três aliados de IA que vão ajudá-lo, curando e usando itens ofensivos.

Back 4 Blood cumpre a proposta de ser o sucessor espiritual de Left 4 Dead
Back 4 Blood cumpre a proposta de ser o sucessor espiritual de Left 4 Dead
Foto: Divulgação/Turtle Rock Studios

"Do baralho"

De longe, o sistema de cartas é o ponto-chave de virada para transformar B4B em um jogo bem viciante. Para se tornar um total destruidor de zumbis, é preciso montar o baralho que funciona como um aprimoramento das qualidades do seu personagem.

As cartas podem melhorar sua performance na corrida, aumentar sua energia (vida), dar maior precisão ao atirar, diminuir o tempo de recarga e por aí vai. São inúmeras possibilidades. Por isso, você pode "perder" um bom tempo combinando todas elas.

O mais interessante é que as cartas são totalmente estratégicas. Dependendo do foco de cada Sentinela, é necessário decidir entre atributos mais defensivos ou ofensivos. Antes de cada partida, cada jogador monta um deck com as melhores para o seu estilo de jogo, e pode acioná-las durante a gameplay.

Ao tempo em que se avança e coleta pontos, novas cartas vão sendo desbloqueadas, assim como skins e itens de make up. Progressão e estratégia, uma receita dos games que nunca sai de moda.

Turtle Rock acertou em cheio

Vale citar que os personagens são super carismáticos e bem caricatos. A minha personagem preferida, por exemplo - que já está devidamente trajada de veterana de guerra - a Mãe, é super alto astral, engraçada e muito astuta durante as partidas. Faz uma excelente função de guiar o grupo e tem umas frases bem típicas de mães mesmo. O que faz a gente lembrar de comédias bem com humor pastelão em alguns momentos.

Fiquei pensando que, se Back 4 Blood fosse um filme, possivelmente seria um daqueles que vendem super bem na bilheteria, mesmo sem ter uma super história por trás ou alguma lição de moral. A dublagem é totalmente descontraída, cheia de palavrões (muito boa, por sinal), e apesar de pouco se saber sobre cada personagem e o mundo ao redor... Pouco importa, porque o que realmente interessa são as cenas de ação muito bem feitas, os sustos, e o contexto em que você está: se divertindo com os amigos.

Eu pagaria para assistir a um filme de Back 4 Blood, desde que ele fosse tão bom quanto o jogo, é claro.

B4B suporta até oito jogadores no PvP enxame
B4B suporta até oito jogadores no PvP enxame
Foto: Divulgação/Turtle Rock Studios

 

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade