PUBLICIDADE

Análise: F1 22 é experiência definitiva para fãs da categoria

Jogo traz as novidades do regulamento da temporada e é incrível em cada curva

27 jun 2022 - 12h00
Ver comentários
F1 22 chega em 1 de julho para PC e consoles
F1 22 chega em 1 de julho para PC e consoles
Foto: Divulgação / EA Sports

Graças ao novo regulamento, que representa as maiores mudanças na categoria na última década e é o responsável por trazer novos carros que tornam as corridas mais competitivas e imprevisíveis, e aos novos e atualizados circuitos do calendário, a Fórmula 1 chegou renovada em 2022. E mesmo com tantas novidades, a Codemasters mostra mais uma vez que tem a franquia em suas mãos com F1 22.

Publicado pela EA Sports, o jogo concretiza seu lugar no coração dos fãs da maior categoria do automobilismo mundial e traz novidades que tornam o jogo mais acessível para os iniciantes, mas não deixa de lado os veteranos da franquia.

Modo Carreira e as mudanças de pilotagem

Depois de implementar o Ponto de Frenagem na edição de 2021, a Codemasters resolveu remover o modo história em 2022. Por mais que tenha sido bem recebido, o Ponto de Frenagem não tem o mesmo apelo de seu semelhante em FIFA, e embora sua saída seja sentida, não chega a fazer tanta falta. 

O mais notável de F1 continua sendo o Modo Carreira e como ele consegue fazer o jogador se sentir na pele de um verdadeiro piloto. Em F1 22, é possível iniciar na F2 e trilhar todo o seu caminho até a elite mundial - e este talvez seja o modo mais gratificante do jogo. Aprender tudo o que há por trás do processo de configuração dos carros, desenvolvê-los pouco a pouco - processo que pode ser automatizado - e conseguir sentir a evolução ao lado de sua equipe é uma das melhores experiências de um jogo de corrida.

Além disso, é possível começar sua jornada na temporada 2021 ou diretamente na de 2022, em que é fácil perceber tudo o que mudou no esporte. Visando maior competitividade dentro das pistas na vida real, as mudanças implementadas pela FIA trouxeram resultados também dentro do jogo. Com as mudanças, se tornou mais fácil perseguir os adversários por longas voltas sem sofrer com o sobreaquecimento dos pneus e criar mais chances de ultrapassagem. 

F1 2022 implementa as novidades da temporada com perfeição
F1 2022 implementa as novidades da temporada com perfeição
Foto: Divulgação / EA Sports

Por outro lado, o efeito da asa móvel, o DRS, já não é tão sentido nas retas, e as zebras se tornam inimigas quando comparamos a resposta dos carros à elas em anos anteriores - precisar consertar os assoalhos se tornou rotina para os mecânicos.

Algumas outras mudanças também chamam a atenção quando falamos da simulação. Com os carros atualizados pelo regulamento, se tornou mais difícil fazer curvas com aceleração total onde em edições anteriores era possível. Mais pesados e com pneus mais largos, os carros perdem a traseira com maior facilidade - algo até comentado pelos pilotos ao longo da primeira metade do ano - e exigem precisão do jogador nas frenagens e retomadas.

O controle de tração nessas horas ajuda, mas parece um pouco desequilibrado em seu nível intermediário: mesmo com ele habilitado, é muito fácil perder o controle nas saídas de curva, o que torna seu uso no nível máximo obrigatório para os menos experientes. Essas mudanças fizeram a paciência se tornar requisito para aqueles que querem ir atrás de cada milésimo de segundo nas voltas rápidas e ver o potencial real dos novos carros. 

Jogo é acessível para novatos e não decepciona fãs mais veteranos
Jogo é acessível para novatos e não decepciona fãs mais veteranos
Foto: Divulgação / EA Sports

Embora tudo isso possa parecer bastante punitivo para aqueles que querem acelerar no jogo pela primeira vez, F1 22 traz diversas configurações que permitem que um novato possa apenas aproveitar as voltas pelos icônicos circuitos da categoria. Além de permitir configurar as assistências de pilotagem - como assistência de frenagem, câmbio totalmente automático, controle de tração e até ERS e DRS assistidos -, o jogo traz uma Inteligência Artificial adaptativa para os mais casuais e é o suficiente para não afastá-los. Já para aqueles que gostam de testar suas habilidades, as possibilidades são inúmeras e a franquia mantém a mesma qualidade reconhecida dos últimos anos.

Mais imersivo do que nunca

Experiência da franquia é mais imersiva do que nunca
Experiência da franquia é mais imersiva do que nunca
Foto: Divulgação / EA Sports

Indo além das novidades na física, F1 22 é ainda mais imersivo do que seus antecessores. Agora, é possível ter uma experiência completa de todo o fim de semana de corrida - incluindo as intensas F1 Sprint que definem o grid de largada ao longo de três etapas do ano - e ser o responsável por guiar o carro durante a volta de aquecimento de pneus e motores, a famosa volta de formação, colocar seu carro no grid da forma que achar melhor - às vezes um ângulo ligeiramente para dentro da pista pode ser crucial para defender a posição durante a largada - e ser mais participativo durante os pits que são capazes de definir um lugar no pódio.

Além disso, prepare-se para ter o controle absoluto sobre o carro durante todo o safety car e ser o responsável pela temperatura dos pneus durante as lentas e demoradas voltas atrás do carro de segurança e por definir seu próprio rumo nas intensas relargadas. Todas essas novidades não são obrigatórias para aqueles que querem se concentrar apenas em correr - é possível até selecionar quais você quer vivenciar ou apenas assistir -, mas são um charme à parte. 

Além das pistas

A nova era da F1 traz muito conteúdo além das 22 pistas do calendário. Além da carreira como piloto, que tem funcionalidade inclusive para carreiras em dupla, o modo Minha Equipe coloca o jogador no papel de dono da equipe como o responsável por todas as decisões dentro e fora da pista, e é uma excelente opção para quem quer curtir o jogo de uma forma menos exigente.

Também temos o F1 Life, um novo hub social que permite que os jogadores colecionem itens para mostrá-los em seu lobby multiplayer e também para seus amigos, como supercarros, itens de moda, acessórios e troféus. Esses itens são ganhos ao completar alguns desafios durante as corridas ou ao evoluir no futuro passe de temporada do jogo que estará disponível em seu lançamento e retratam todo o glamour da vida de um piloto - e abrem margem para as sempre polêmicas microtransações, figurinhas carimbadas da EA.

Junte tudo isso aos modos multiplayer - inclusive com foco nos esportes eletrônicos -, tela dividida para dois jogadores, desafios da Pirelli com os supercarros e novas formas de correr e tenha uma enorme quantidade de possibilidades, que tornam o jogo o mais completo já lançado pela Codemasters e o melhor da franquia até aqui.

Considerações

F1 22 - Nota: 9
F1 22 - Nota: 9
Foto: Reprodução / Game On

As mudanças são bem-vindas à F1 22. A desenvolvedora mantém a fórmula de sucesso dos jogos anteriores e implementa as novidades com maestria em cada curva, tornando o jogo obrigatório para os fãs de automobilismo - novatos ou não. 

Quanto aos gráficos e trilha sonora, já não é preciso dizer o quanto a franquia faz bonito. Os detalhes dos carros e de cada circuito são deslumbrantes, e a nova geração mostra cada vez mais todas as suas possibilidades. A única ausência é o Ponto de Frenagem, que por mais que não faça muita falta é uma alternativa interessante para muitos jogadores que sentem falta de um drama extra nas temporadas.

F1 22 chega em 1 de julho e estará disponível para PC, PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One e Xbox Series X/S.

Essa análise foi feita no Xbox Series S com uma cópia do jogo gentilmente cedida pela EA.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade