2 eventos ao vivo

Fla-Flu no vôlei: Sesc RJ Flamengo e Fluminense se enfrentam pelo Super Vôlei

Partida vale vaga para a semifinal do torneio; quem passar pega o vencedor de Itambé Minas e São Paulo Barueri

27 out 2020
14h10
atualizado às 14h34
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Sesc RJ Flamengo e Fluminense se enfrentam nesta quarta-feira, às 19 horas, em partida válida pelo Troféu Super Vôlei. O jogo vale vaga nas semifinais do torneio e será disputado na 'bolha' do Centro de Desenvolvimento do Voleibol, em Saquarema. As duas equipes estiveram em quadra há pouco mais de uma semana pela final do Campeonato Carioca. Na ocasião, o Flamengo, comandado pelo técnico Bernardinho, levou a melhor e conquistou seu décimo sexto título.

"Acabamos de nos enfrentar. Sabemos que no Carioca tanto nós, quanto elas estávamos sem jogar há muito tempo. Agora, tivemos mais uma semana de treinamento e a possibilidade de estudar o que o adversário apresentou na final. Do mesmo jeito que elas também estão nos estudando. Será um jogo duro, com outra perspectiva e com o placar zerado. A nossa vitória no Estadual ficou para trás. Esperamos fazer uma boa partida e conseguir a vaga nas semis", disse Amanda, capitã da equipe rubro-negra.

O time do Flamengo jogará a partida com uniforme rosa em homenagem ao mês de combate e prevenção ao câncer de mama. Parte do dinheiro arrecadado com a venda das peças será destinada ao Instituto Brasileiro de Controle do Câncer. Quem passar para a próxima fase do torneio enfrentará o vencedor do confronto entre Itambé Minas e São Paulo Barueri. A semifinal acontece no dia 30 de outubro, às 16h30, e a final no dia seguinte, às 21h30.

"Apesar de ter chegado agora, sei que é um jogo que tem um histórico grande, de muita rivalidade, envolvendo duas equipes grandes, tanto no futebol como no voleibol. Espero ajudar a equipe, o máximo que conseguir, com muita atitude, na recepção e na defesa. Estou muito feliz de poder estrear tão rápido na equipe. Tive uma recepção muito boa. As meninas me ajudam muito para que eu possa me adaptar o mais rápido possível ao sistema de jogo, ao método de trabalho, em tudo. Não tem como não me sentir muito bem para essa estreia", avaliou a líbero colombiana Camila Gomez, que fará sua estreia na equipe rubro-negra.

Veja também:

Seleção feminina ganha camisas sem estrelas do masculino
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade