PUBLICIDADE
Logo do

Vasco

Favoritar Time

Vasco leva virada do CSA e se afasta do G4 da Série B

Com o resultado, o Vasco segue com 47 pontos, na oitava posição, a seis do G-4. Já o CSA chegou a 48 e assumiu a sétima colocação

29 out 2021 23h44
| atualizado às 23h48
ver comentários
Publicidade

O sonho do acesso ficou mais distante para o Vasco. Os cruzmaltinos perderam por 3 a 1 para o CSA, em São Januário. Com o resultado, os cariocas seguem com 47 pontos, na oitava posição, a seis do G-4. Já o CSA chegou a 48 e assumiu a sétima colocação.

O primeiro tempo foi muito disputado e terminou empatado após gols de Germán Cano e Renato Cajá para Vasco e CSA, respectivamente. Os visitantes viraram o jogo no segundo tempo, com dois gols de Dellatorre.

Vasco leva virada do CSA e se afasta do G-4 da Série B
Vasco leva virada do CSA e se afasta do G-4 da Série B
Foto: Alexandre Durão / Gazeta Press

Na próxima rodada, o Vasco terá mais um confronto direto, contra o Guarani, em Campinas, na quinta-feira. O CSA volta a campo na terça-feira, contra o Vitória, em Salvador.

O jogo - A partida começou em ritmo acelerado. O Vasco quase abriu o placar com menos de um minuto em chute de Germán Cano. O CSA chegou a balançar as redes aos dois minutos, mas o VAR anulou o gol de Iury Castilho.

O duelo seguiu aberto, com o Vasco tendo mais posse de bola. De tanto insistir, os cruzmaltinos chegaram ao gol aos 19 minutos. Germán Cano foi derrubado na área e, após ser chamado pelo VAR, o árbitro marcou pênalti. O próprio Cano cobrou se chance para Thiago Rodrigues.

Só que o CSA não sentiu o revés e conseguiu o empate aos 24 minutos. Renato Cajá cobrou falta, a bola desviou na barreira e enganou o goleiro Lucão.

O jogo seguiu movimentado. Tanto que o Vasco teve a chance de marcar aos 26 minutos. Morato foi lançado e tentou por cobertura, mas Thiago Rodrigues conseguiu tocar na bola e impedir o gol. Depois, foi a vez de Gabriel Pec mandar pela linha de fundo. Só que o CSA respondeu em chute perigoso de Renato Cajá.

Aos poucos, o duelo diminuiu de intensidade. O CSA melhorou a marcação e impediu as investidas do Vasco. Com isso, o placar permaneceu igual até o intervalo.

O Vasco voltou para o segundo tempo tentando pressionar em busca do gol. Os cruzmaltinos chegaram a assustar com Riquelme, mas sofria com a marcação do CSA. Os alagoanos miravam os contra-ataques e chegaram com perigo com Dellatorre.

O panorama da partida seguiu o mesmo até a parte final. O CSA foi mais competente e chegou a virada aos 37 minutos. Giva Santos fez boa jogada, ganhou na raça da zaga e rolou para Dellatorre tocar na saída de Lucão.

No nervosismo tomou conta do Vasco. A torcida passou a vaiar a equipe, que aumentou os erros. Os donos da casa perderam chance incrível com Jhon Sánchez. Para piorar, nos acréscimos, Riquelme cometeu pênalti em Dellatorre. O próprio atacante cobrou para dar números finais em São Januário.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 X 3 CSA

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 29 de outubro de 2021, sexta-feira

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)

Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)

VAR: Wagner Reway (PB)

Cartões amarelos: Riquelme (Vasco)

GOLS

VASCO: Germán Cano, aos 19min do primeiro tempo

CSA: Renato Cajá, aos 24min do primeiro tempo; Dellatorre, aos 37min do segundo tempo

VASCO: Lucão, Zeca (Jhon Sanchez), Ricardo Graça, Leandro Castán e Riquelme; Bruno Gomes (João Pedro), Andrey (Daniel Amorim) e Marquinhos Gabriel; Morato, Gabriel Pec (Léo Jabá) e Germán Cano

Técnico: Fernando Diniz

CSA: Thiago Rodrigues; Éverton Silva (Giva Santos), Matheus Felipe, Lucão e Ernandes (Kevyn); Geovane, Yuri e Renato Cajá (Gabriel Tonini); Gabriel (Marco Túlio), Iury Castilho (Clayton) e Dellatorre

Técnico: Mozart

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade