1 evento ao vivo

Serena não esconde emoção ao voltar à disputar uma final de US Open

7 set 2018
10h41
  • separator
  • 0
  • comentários

Serena Williams está de volta à uma final de US Open. Depois de três anos longe da decisão em seu país, a americana derrotou a letã Anastasija Sevastova na noite desta quinta (6) e se garantiu como finalista do Grand Slam, a segunda no ano, após o retorno de Serena depois da gravidez, já que ela foi vice-campeã em Wimbledon.

A tenista comemorou surpresa o avanço à final, e diz que ainda precisa evoluir mais. "Honestamente, não poderia prever isso. Sinto que há muito o que evoluir ainda no meu jogo e essa é realmente a parte mais empolgante. Ainda não estou treinada o suficiente, mas estou nessa final, a segunda seguida. Como eu disse, este é o começo e ainda não cheguei onde posso".

Campeã do US Open em 2014, a ex-número 1 do mundo revelou a emoção de voltar à disputar o título depois do ano que passou. "Fiquei um pouco emocionada porque no ano passado eu estava literalmente lutando pela minha vida (com complicações no pós-parto). Sai daquela situação, no leito do hospital, sem ser capaz de me mover e andar ou fazer qualquer coisa, para essa agora em apenas um ano".

Na semifinal, Serena não teve trabalho para vencer Sevastova, tendo aplicado um pneu no segundo set. "Sabia como enfrentá-la, senti que precisava chegar à rede um pouco mais. Voleio muito bem, caso contrário não teria vencido tantos títulos de duplas nos Grand Slam. A tática funcionou hoje e fico feliz com isso, pois foi fruto de muito treino", disse a americana, que enfrenta a japonesa Naomi Osaka na decisão. Em março, as duas se enfrentaram pela primeira vez e a jovem de 20 anos levou a melhor. "Perdi para a Naomi da última vez que jogamos, mas definitivamente não estava no meu melhor", disse Serena.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade