0

Oncins comemora vitória em 'estreia' na Davis: 'A avaliação é a melhor possível'

Capitão do time brasileiro tem grande experiência como jogador na competição

14 set 2019
18h38
  • separator
  • 0
  • comentários

Jaime Oncins estreou com vitória como capitão do Brasil na Copa Davis. Neste sábado, o time nacional derrotou Barbados por 3 a 1 na série melhor de cinco jogos, no saibro de Criciúma. Ao fim do confronto, o capitão brasileiro exaltou a estreia e os resultados dentro de quadra.

"Desde o dia que chegamos aqui, todo mundo entendeu o que precisava ser feito nos treinamentos até o dia dos jogos. Ontem [sexta-feira], o dia foi como esperado, com partidas duras. Copa Davis é assim mesmo, jogos decididos em cima de detalhes. A avaliação é a melhor possível. Todo mundo cumpriu com seu papel e estão todos de parabéns", disse Oncins.

Ele assumiu a função em março, em substituição a João Zwetsch, demitido após a derrota do Brasil para a Bélgica, no mês anterior, pela fase classificatória. Oncins chegou ao comando do time com a experiência de ter atuado como jogador na tradicional competição por 11 anos, até 2001.

O triunfo brasileiro foi confirmado com a vitória de Thiago Monteiro sobre Darian King por 2 sets a 0, no quarto jogo da série. "Eu sabia que seria um jogo duro. O King é um atleta com experiência em Copa Davis. Aproveitei bastante o apoio da torcida, que compareceu em peso hoje, para contornar a situação adversa no segundo set. Conquistar a vitória foi uma felicidade muito grande. A gente trabalhou bem duro durante toda a semana e merecia essa vitória", comemorou Monteiro, 101º do mundo e número 1 do Brasil.

Antes deste resultado positivo, os duplistas também se saíram bem. Bruno Soares e Marcelo Melo derrotaram King e Haydn Lewis também por 2 a 0. "É sempre um sentimento especial defender as cores do país, jogar a Copa Davis é sempre uma grande honra, ainda mais dentro de casa. Toda vez que jogamos no Brasil, a torcida sempre lotou e para nós essa energia faz toda a diferença", disse Soares.

O triunfo dos duplistas virou o placar da série em favor do Brasil, que estreara com derrota, na sexta-feira, em jogo de simples de João Menezes - Monteiro empatara no mesmo dia. "Sabemos da importância do jogo de duplas, sabemos o valor que tem. Entramos bem preparados para este jogo e, nos momentos cruciais, a gente conseguiu sobressair por toda essa experiência que a gente tem de anos no circuito", declarou Melo.

Com a vitória de Monteiro, o Brasil fechou a série por 3 a 1. Assim, não foi necessário a disputa do quinto duelo da série, que teria Menezes contra Lewis.

O Brasil voltará a competir pela Davis em fevereiro de 2020, pela fase classificatória, quando tentará novamente a vaga nas Finais, no novo formado da tradicional competição entre países.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade