PUBLICIDADE

Jogadores

Ex-número 1 do mundo, Mauresmo anuncia aposentadoria

3 dez 2009 - 08h49
(atualizado às 11h47)
Compartilhar

A tenista francesa Amélie Mauresmo, 30 anos, anunciou nesta quinta-feira a aposentadoria do circuito profissional, encerrando uma carreira na qual conquistou dois torneios do Grand Slam, Austrália e Wimbledon, em 2006.

» Fotos da carreira de Mauresmo

» Sharapova pretende lançar carreira como estilista

» A dois dias da final, Verdasco assume que não está 100%

» Guga recebe homenagem do presidente Lula

"Reuni vocês para anunciar que encerro minha carreira. É algo emotivo. Uma decisão pensada", declarou uma emocionada Mauresmo em uma entrevista que terminou com lágrimas em Issy-les-Moulineaux, cidade próxima de Paris.

"Não quero mais treinar. É um pouco triste, mas esta é a decisão certa. Tive sorte o suficiente para ter uma carreira excepcional e experimentar fortes sentimentos na quadra".

Quando fala em "excepcional", Mauresmo não exagera. Em 16 anos como profissional, ela conquistou dois Grand Slams - o Aberto da Austrália e Wimbledon -, ambos em 2006, quando permaneceu como líder do ranking feminino por 34 semanas consecutivas.

Dois anos antes, em setembro, ela havia atingido a ponta pela primeira vez após ser vice-campeã olímpica, mantendo-a por outras cinco semanas.

No total, a gaulesa deixa o tênis como a maior jogadora de seu país na Era Aberta (a partir de 1968) e com 25 títulos de WTA conquistados, um, inclusive, na última temporada, em que venceu o forte Torneio de Paris.

Porém, não teve grandes resultados em Grand Slam - chegou no máximo às oitavas em Londres - e por isso ocupava a 21ª posição do ranking. "Quando se envelhece é difícil se manter no topo", comentou ela, cansada de não figurar mais no top 10, grupo do qual estava afastada desde 2006.

Com informações da Gazeta Press

Mauresmo anuncia aposentadoria
Mauresmo anuncia aposentadoria
Foto: AFP
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra