0

Federer prevê temporada de 2018 mais difícil com volta dos lesionados

22 nov 2017
12h10
  • separator
  • comentários

Roger Federer já está pensando na temporada do ano que vem do tênis. O maior vencedor de Grand Slam e atual número dois do mundo afirmou que os torneios serão ainda mais competitivos em 2018, já que tenistas renomados voltarão do período de lesão, caso de Novak Djokovic, Andy Murray e Stanislav Wawrinka, todos eles com pelo menos três conquistas em Majors.

"Não é fácil, mas de caras que estiveram com ranking muito alto e já venceram Grand Slam, caso de Stan, Andy e Novak, eu espero um grande retorno. Talvez eles não voltem bem logo no começo, mas também não vou me surpreender se acontecer como comigo e com Rafa", acrescentou o número 2 do mundo.

"Também temos Kei (Nishikori), Tomas (Berdych) e Milos (Raonic), que estarão de volta ao circuito na Austrália, onde gostam de jogar e podem ir muito bem", complementou Federer, lembrando de outros nomes de destaque que acabaram encerrando mais cedo a temporada de 2017.

"Você mistura tudo isso com os novos caras que se classificaram para o ATP Finals e imagina que terá um grande ano no circuito. Eles querem manter o espaço que conseguiram, enquanto os que estão voltando vão buscar de volta o que perderam", finalizou.

Com 36 anos, Federer ainda se mostra bastante competitivo no circuito mundial e nao só pelo rendimento físico, mas principalmente pelas conquistas ganhas em 2017. Foram dois títulos de Grand Slam (Aberto da Austrália e Wimbledon), além de  três Master 1000 (Indian Wells, Miami e Shangai), e a segunda posição no ranking, algo impressionante para alguém que irá completar 20 anos profissionalmente ano que vem.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade