PUBLICIDADE

Tênis

Fabrizio Gallas: 'Bia Haddad Maia dá aula e segue com o top 10 à vista'

Coluna de Fabrizio Gallas comenta a vaga na terceira rodada e a chave que fica cada vez mais recheada de jovens para a brasileira

17 jan 2024 - 15h11
Compartilhar
Exibir comentários

Missão cumprida na segunda rodada. Bia Haddad Maia está pela primeira vez na terceira fase do Australian Open, fato inédito na sua carreira. E com louvor. Deu uma aula na jovem Alina Korneeva, de 16 anos, em plena quadra central Rod Laver. Uma exibição bem estável e confiante e que dá aquela animada no torcedor.

Foto: Lance!

O caminho ainda é duro e mais jovens aparecem pelo caminho, parecendo até a chave juvenil do torneio (risos) . Na estreia veio uma de 18, na segunda uma de 16, na terceira Timofeeva, de 20, e caso vá às oitavas Avanesyan ou Kostyuk, ambas de 21. Nas quartas Coco Gauff, mais uma jovem, de 19, mas já com um currículo invejável, atual campeã do US Open.

A brasileira segue como favorita na terceira rodada e em eventual oitavas de final. Em tese, no papel, um caminho mais livre , mas na prática a pressão maior segue lá e pegando tenistas que entram sem nada a perder e com motivação de bater firme na bola sem pensar. Jogos perigosos. Que bom que o ótimo nível apareceu hoje e dá confiança para o que pode ser uma campanha histórica.

O top 10 segue em pauta. Atual 12ª, Bia é a virtual 11ª colocada com 2.950 pontos. Jelena Ostapenko é a 10ª com 2.968 e com a segunda rodada por jogar nesta quinta-feira (18). A briga é bem apertada, com Daria Kasatkina, Qinwen Zheng e Barbora Krejcikova como principais pretendentes e outras correndo por fora. 

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade