0

Suécia será teste mais duro para Inglaterra do que Brasil, diz ex-técnico Eriksson

4 jul 2018
15h28
  • separator
  • 0
  • comentários

A Inglaterra enfrentará seu teste mais duro na Copa do Mundo diante da Suécia nas quartas de final, uma tarefa mais intimidante do que encarar o favorito Brasil, disse o ex-técnico inglês Sven-Goran Eriksson.

Jogadores da Suécia comemoram classificação para as quartas de final, após derrotarem a seleção da Suíça
03/07/2018
REUTERS/Damir Sagolj
Jogadores da Suécia comemoram classificação para as quartas de final, após derrotarem a seleção da Suíça 03/07/2018 REUTERS/Damir Sagolj
Foto: Reuters

A Inglaterra garantiu sua vaga na próxima fase derrotando a Colômbia em uma disputa de pênaltis na terça-feira, o que aumenta a esperança do primeiro título mundial desde 1966.

    "Seria mais fácil para a Inglaterra derrotar o Brasil do que derrotar a Suécia, na minha opinião, a Suécia hoje é um time muito difícil de desmontar", opinou o sueco Eriksson, que levou os ingleses às quartas de final dos Mundiais de 2002 e 2006, à Paddy Power News.

"A Inglaterra tem uma grande chance de chegar a uma semifinal de Copa do Mundo. Mas, se alguém do elenco pensa que terá um jogo fácil no sábado, está errado".

    "Será o jogo mais difícil que eles disputaram até aqui, eles podem apostar nisso."

A Suécia alcançou as quartas da Copa do Mundo pela primeira vez desde que terminou em terceiro em 1994 após uma vitória apertada sobre a Suíça na terça-feira.

"A Suécia é muito difícil de desmontar. Eles são muito firmes e duros. Se você os acordasse no meio da noite, eles saberiam cada posição defensiva. Em qualquer possibilidade de jogo eles sabem o que fazer."

"Seus atacantes sabem defender quando é hora de defender e também conseguem defender dentro de sua própria área."

"Durante meu tempo na Inglaterra nós os enfrentamos quatro vezes. Perdemos uma e as outras foram empates e, antes disso, a Suécia derrotou a Inglaterra em grandes jogos."

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade