PUBLICIDADE
Logo do Sport

Sport

Favoritar Time

Senado instala CPI das Apostas Esportivas; Textor será o 1º a depor

'O Brasil quer saber as provas que ele tem', ressalta presidente do colegiado. Saiba mais detalhes sobre a comissão!

10 abr 2024 - 14h06
(atualizado às 14h25)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado - Legenda: Romário (PL-RJ) e Jorge Kajuru (PSB-GO) estão à frente do colegiado / Jogada10

O Senado Federal instalou, nesta quarta-feira (10), a CPI das Apostas Esportivas para averiguar casos de manipulação no futebol brasileiro. As denúncias envolvem jogadores, dirigentes e empresas de apostas. Dono da SAF do Botafogo, John Textor, aliás, será o primeiro a depor na Comissão Parlamentar de Inquérito.

"Textor, o dono do Botafogo, que todo o Brasil espera, será o nosso primeiro convidado. O Brasil quer saber as provas que ele tem, as gravações que ele tem, seria realmente o início bombástico desta CPI", adiantou o senador Jorge Kajuru (PSB-GO).

O empresário norte-americano assegura ter gravações que comprovam fraude no futebol brasileiro e coloca duas partidas sob suspeitas: Palmeiras x Fortaleza, pelo Brasileirão de 2022, e Palmeiras x São Paulo, Choque-Rei pelo Campeonato Brasileiro do ano passado.

Composição da CPI

Romário (PL-RJ) será o relator enquanto Jorge Kajuru (PSB-GO) fica com a presidência, auxiliado pelo vice-presidente Eduardo Girão (Novo-CE).

No requerimento, Romário sustenta que as apostas esportivas movimentam muito dinheiro e que o possível aliciamento de jogadores e dirigentes para manipulação de resultados pode colocar em risco a lisura os jogos.

"A CPI tem alguns objetivos, e nós vamos alcançá-los. São pessoas que querem, definitivamente, colocar tudo a limpo, abrir as caixas pretas, entender melhor que tipo de manipulação vem acontecendo e quais são os autores e atores dessas manipulações ", avisou Romário.

A comissão terá, assim, 11 senadores titulares. Até o momento, são: Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), Marcio Bittar (União-AC), Otto Alencar (PSD-BA), Angelo Coronel (PSD-BA), Jorge Kajuru (PSB-GO), Chico Rodrigues (PSB-RR), Romário (PL-RJ) e Eduardo Girão (Novo-CE).

Como suplentes, são sete senadores: Giordano (MDB-SP), Efraim Filho (União-PB), Sérgio Petecão (PSD-AC) e Carlos Portinho (PL-RJ).

Duração

Por consenso, o colegiado se reúne todas as quartas-feiras, às 14h. Excepcionalmente, quando um depoimento de maior duração estiver programado, a comissão poderá abrir uma sessão, na segunda-feira, às 15h. Por fim, ao todo, serão 180 dias de duração.

Senador promete banimento

Presidente da comissão, Kajuru anunciou medidas contra os agentes da manipulação de resultados., claro, em caso de provas.

"Quem cometer esse tipo de crime será banido do futebol. Não é essa bobagem de condenar por um ano, suspender por 90 dias, não existe isso. Será, portanto, banido. Terá, então, que procurar outra profissão para trabalhar. E se não for do Brasil, a pessoa será banido do Brasil, nem entra no país", revelou.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade