PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Favoritar Time

Passagem de Cuca no São Paulo teve polêmicas e base para títulos de 2005; relembre

Treinador foi responsável pela montagem do time que ganhou Paulista, Libertadores e Mundial

20 fev 2019 - 11h10
(atualizado às 11h19)
Ver comentários
Publicidade

Em sua primeira passagem no São Paulo, Cuca acumulou algumas polêmicas, mas se destacou pela boa campanha na Libertadores, quando chegou às semifinais.

Quando assumiu a equipe pela primeira vez, em 2004, o curitibano integrava uma nova geração de treinadores. Uma das polêmicas em que se envolveu foi com o então goleiro Rogério Ceni, hoje técnico do Fortaleza. O ex-goleiro se desentendeu com o preparador físico Omar Feitosa e Cuca apoio o membro da comissão técnica. Mais tarde, o treinador revelou arrependimento.

Naquela época, Cuca também se estranhou com o técnico Jorge Fossati. Durante duelo com a LDU, pela fase de grupos da Libertadores, no Morumbi, o brasileiro acertou uma bolada no rosto do uruguaio e foi expulso. O desentendimento entre os dois começou no jogo do Equador, quando o time perdeu por 3 a 0. Cuca reclamou de provocações do colega de profissão.

Cuca foi demitido após a eliminação para o colombiano Once Caldas nas semifinais da Libertadores e um início irregular no Campeonato Brasileiro de 2004. Embora não tenha conquistado títulos, o treinador contribuiu na montagem de um dos elencos mais vitoriosos da história do clube. Após salvar o Goiás do rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2003, Cuca indicou as contratações de Danilo, Fabão e Grafite para o São Paulo. Em 2005, o trio foi campeão do Paulista, da Libertadores e do Mundial. No ano seguinte, os dois primeiros ainda conquistariam o Brasileirão.

O novo treinador vai assumir o time depois de sua recuperação de uma cirurgia cardíaca a que foi submetido em dezembro. Enquanto isso, o coordenador técnico Vagner Mancini dirigirá a equipe de maneira interina. "Passei aqui em 2004 quando Juvenal [Juvêncio] e Marcelo (Portugal Gouvêa) me trouxeram, montamos um elenco forte. Peço ao torcedor que tenha confiança no trabalho meu, do Raí, do presidente Leco, do Mancini, para ter uma sequência boa. A gente tem condição, o time do São Paulo é bom. Temos que colocar isso na cabeça e em prática mesmo", afirmou Cuca, em sua apresentação para nova passagem no clube do Morumbi.

Estadão
Publicidade
Publicidade