PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Meu time

Na Ucrânia, Marlos defende mudança do calendário: "tenho dó dos jogadores"

1 out 2013 16h44
| atualizado às 17h44
ver comentários
Publicidade
Ex-meia do São Paulo: "tenho dó dos atletas do Brasil":

O meia-atacante Marlos está na Ucrânia, onde defende as cores do Metalist, mas está atento às questões atuais do futebol brasileiro. Em entrevista ao Terra, o ex-jogador de Coritiba e São Paulo elogiou o calendário europeu e defendeu a briga dos atletas do futebol nacional, que criaram o movimento denominado "Bom Senso F.C." para mudar diversas questões relativas à orgnização das competições futebolísticas no Brasil. 

"Eu estava falando com o Willian (ex-Metalist e atualmente no Cruzeiro) sobre isso, às vezes eu olho daqui e tenho dó dos jogadores daí. Joga quarta, quinta, domingo, às vezes terça. Então é difícil, muito complicado. Ainda existe esse negocio de concentração, coisa que o jogador tem que ficar muito longe da família. Lógico que é um preço que a gente paga, mas na Europa é um calendário muito melhor", explicou o jogador.

Ao defender o modelo europeu de organizar o futebol, Marlos, que está na Ucrânia desde 2012 após ser vendido pelo São Paulo, apontou que não é à toa que os jogos na Europa são melhores e criam um espetáculo para o torcedor. Para o meio-campista, há uma sequência de razões que fazem os campeonatos da Europa serem melhores do que o Brasileiro. 

Marlos diz que Felipão ficaria encantado na Ucrânia:

"Dá pra você descansar, ter um rendimento melhor, não é à toa que são espetáculos. Os jogos são bem melhores que no Brasil. até porque não tem muito cansaço. Acho que os jogadores estão fazendo uma coisa muito legal, o futebol brasileiro é o melhor do mundo e tem tudo pra melhorar ainda mais", opinou.

O ex-são-paulino ainda deixou claro que acompanha o futebol brasileiro ao mostrar tristeza pela delicada situação da equipe do Morumbi na tabela do Campeonato Brasileiro. "Fico triste pelo São Paulo, tem uma excelente estrutura, grandes profissionais. não merece. O elenco é muito bom e o pessoal que trabalha lá também é excelente", afirmou.

Ex-jogador do São Paulo faz história na Ucrânia:

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade