PUBLICIDADE
Logo do São Paulo

São Paulo

Favoritar Time

Dorival lamenta empate, mas isenta atacantes: 'Precisam de tempo'

O técnico do São Paulo, Dorival Júnior, expressou seu desapontamento com o empate sem gols contra o Cuiabá, no Morumbi, pela 35ª rodada do Brasileirão

26 nov 2023 - 23h37
(atualizado às 23h37)
Compartilhar
Exibir comentários
Dorival (Rubens Chiri / São Paulo FC)
Dorival (Rubens Chiri / São Paulo FC)
Foto: Esporte News Mundo

O técnico do São Paulo, Dorival Júnior, expressou seu desapontamento com o empate sem gols contra o Cuiabá, no Morumbi, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. No entanto, ele absolveu os atacantes e o meio-campista colombiano James Rodriguez de culpa pelo tropeço em casa.

Dorival não foi tão incisivo quanto Lucas Moura, que destacou a ausência de Jonathan Calleri como um fator crucial para a dificuldade do time em marcar gols. O treinador preferiu adotar uma visão mais otimista, atribuindo as dificuldades a fatores temporários.

-Prefiro acreditar que é momentâneo. Erison e David estão retornando de lesões prolongadas, e leva um tempo para uma readaptação completa. As pessoas não compreendem o que é retornar de uma lesão séria devido ao tempo parado e conseguir desenvolver em plenitude.

-Estamos no final da temporada, e as equipes estão jogando em alta intensidade. Para mim, é uma contingência que acontece. Não podemos culpar um atacante. Precisamos ter cuidado para gradualmente voltar a marcar. A criação vinha acontecendo, com exceção desses últimos dois jogos. Acredito que o volume de jogo que sempre tivemos nos ajudará a encontrar um caminho. -Explicou Dorival.

+ Para saber tudo sobreo São Paulo, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram

O treinador também abordou o desempenho abaixo do esperado de James Rodríguez, pedindo paciência e mais tempo para o jogador se adaptar ao time.

-James na seleção conhece as características de todos os companheiros, e esses encontros mensais facilitam para o nível dele. A seleção se adapta perfeitamente às características dele. A adaptação na seleção acontece mais naturalmente do que com nossa equipe. Ele vai precisar de um tempo maior, e estamos buscando até conseguirmos o encaixe. Essa é a função do treinador. Jogar com peças para que a gente ache as outras. -Ponderou o comandante.

Além da adaptação de James, o São Paulo enfrenta desafios na formação da equipe devido a vários desfalques, como Rodrigo Nestor. Dorival destacou a dificuldade de reconstruir a equipe durante a competição.

-Na última partida, não tivemos 13 jogadores à disposição. Nessa, foram cinco. Estamos tentando refazer uma equipe dentro da competição. Enfrentamos o segundo melhor time fora de casa. Um jogo muito difícil. Ficou um jogo muito aberto, o que não é interessante para nós.

O São Paulo tem três compromissos restantes no Brasileirão, incluindo dois fora de casa contra Bahia, em Salvador, e Atlético-MG, em Belo Horizonte. O último confronto será contra o Flamengo no Morumbi. Dorival encerrou suas declarações destacando a complexidade de competir em várias frentes no futebol brasileiro e a importância da preparação para o próximo ano.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade