PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Meu time

Crespo elogia entrega dos atletas e pede paciência: "Temos que atravessar essa tormenta"

20 jun 2021 21h53
| atualizado às 21h53
ver comentários
Publicidade

Atual campeão paulista, o São Paulo segue sem vencer no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, pela quinta rodada, o Tricolor foi superado pelo Santos, por 2 a 0, fora de casa.

Apesar do resultado negativo, o técnico Hernán Crespo enalteceu a entrega dos seus jogadores, que atravessam uma maratona de jogos desde o final da última temporada, e pediu paciência para que o clube se reencontre com o caminho das vitórias.

"Tem uma séries de situações, como físicas, de jogo, de jogadores que estão fora ou que estão voltando, menos de um mês atrás jogava a cada 48 horas, um esforço físico e mental muito grande para um ser humano, não somente para atletas. É normal, em um período de transição, dificultar. Entendo que com esforço, que continuamos fazendo, vamos voltar a ganhar e ser como antes", disse em coletiva.

"Precisamos de paciência e tempo. Estou muito orgulhoso do esforço físico que estão fazendo ainda esses jogadores. Tudo isso que fizeram no passado, é normal que tenha um preço. Tem que pagar. Temos que atravessar essa tormenta e continuar acreditando", completou.

E para tentar alcançar o seu primeiro triunfo no Brasileirão, o comandante argentino destacou que o São Paulo precisa voltar a se impor durante as partidas.

"Independentemente da situação física, devemos, por característica, impor nosso jogo por mais tempo, mais minutos em campo e por nosso jogo. Nesse momento, em cinco rodadas, excluindo o Atlético-GO, jogamos contra times muito fortes, como Santos, Atlético Mineiro e Fluminense. E o jogo com a Chapecoense, em teoria mais fácil, jogamos com dez. Não penso em desculpas, é um fato. O fato que nós precisamos ter mais tempo a bola e impor nosso jogo por mais tempo, mais minutos durante o jogo. Enfrentamos situações difíceis, adversários muito difíceis", comentou.

"Precisamos recuperar energia e atletas. É normal faltar essa precisão em fazer gol. Paciência. Estou muito orgulhoso da predisposição e do esforço dos atletas. Como disse o presidente, humildade e pés no chão", finalizou.

Até o momento, o Tricolor soma quatro pontos no Nacional, com três derrotas e dois empates. Na próxima quarta-feira, o desafio é contra o Cuiabá, no Morumbi, pela sexta rodada.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade