3 eventos ao vivo

Santos é absolvido e escapa de perder Vila por até dez jogos

18 ago 2014
18h58
atualizado às 20h12
  • separator
  • 0
  • comentários

Sem vencer nas últimas três rodadas do Campeonato Brasileiro, o Santos escapou de ver agravada a sua situação e perder a Vila Belmiro pelos próximos jogos como mandante. A absolvição foi confirmada em julgamento nesta segunda-feira, pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), devido ao copo de água atirado por um torcedor do clube em direção ao goleiro Cássio, do Corinthians, na derrota por 1 a 0 para o rival no clássico do último dia 10.

<p>Clássico marcou a reestreia de Robinho pelo Santos</p>
Clássico marcou a reestreia de Robinho pelo Santos
Foto: Alexandre Schneider / Getty Images

Enquadrado no artigo 213, parágrafo terceiro, inciso primeiro (deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento esportivo), o clube poderia ser punido em até dez partidas de perda de mando de campo, com multa de até R$ 100 mil.

Para o julgamento, a defesa do Santos explicou ter feito o Boletim de Ocorrência com o responsável pelo ato no 2º Distrito da cidade no dia seguinte já que o mesmo fugiu durante o jogo. O clube alegou que o mesmo se mostrou arrependido e se apresentou posteriomente.

O Santos ainda levou um de seus funcionários, responsável pela segurança do estádio, para explicar o ocorrido. A procuradoria sustentou que houve demora para ser feito o Boletim de Ocorrência, mas optou pela absolvição.

O clássico marcou o início da terceira passagem de Robinho pela Vila Belmiro. Escalado as pressas após ser anunciado poucos dias antes, o camisa 7 viu, com o gol do zagueiro Gil, aos 35min do segundo tempo, o fim da supremacia pessoal contra o rival acumulada em sua primeira passagem, de 2002 a 2005.

Além da Vila, o volante Alison e o meia Petros, do Corinthians, também foram julgados. O santista também foi absolvido, mas já cumpriu suspensão automática no último domingo, na derrota por 3 a 0 para o Cruzeiro, enquanto o corintiano ganhou gancho mais severo, de seis meses.

Fonte: K.R.C.DE MELO & CIA. LTDA – ME K.R.C.DE MELO & CIA. LTDA – ME
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade