0

Presidente do Santos 'frustra' Sampaoli: "Ideia é frear os gastos em 2020"

26 set 2019
06h03
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente do Santos, José Carlos Peres, prevê investimento menor para a próxima temporada. O Peixe contratou 14 reforços neste ano, num dos maiores investimentos de sua história.

"A ideia é frear os gastos em 2020, com o aproveitamento dos destaques da base. E vender o estoque que está na prateleira", disse Peres, à Gazeta Esportiva. 

A notícia frustra Jorge Sampaoli. Em entrevista coletiva na última quarta-feira, o técnico afirmou que as contratações vão mostrar onde o Alvinegro quer chegar em 2020.

"Tratamos de superar as dificuldades do clube neste ano, sem fluxo de contratar e contratar a longo prazo, do jeito que podia por falta do tema financeiro. Temos que organizar e saber bem a realidade financeira para saber quais movimentos, com o pressuposto para 2020, que se possa ter a melhor equipe possível. Meu desejo era ganhar título em dois anos, mas está relacionado com a possibilidade de contratar jogadores com capacidade para esse lugar. Difícil alcançar só com a maneira de jogar. Com esse planejamento do Autuori, com o pressuposto para 2020, o clube precisa ver qual lugar quer ocupar. Estamos trabalhando nisso", comentou o treinador.

A ideia do Santos é manter a base do elenco e trazer reforços pontuais e baratos - jogadores livres no mercado ou com contrato perto do fim (e consequentemente menos caros) são prioridade.

O Peixe contratou 14 reforços nesta temporada: o goleiro Everson, os zagueiros Felipe Aguilar e Luan Peres, o lateral-direito Pará, os laterais-esquerdos Jorge e Felipe Jonatan, os volantes Jobson e Jean Lucas (saiu para o Lyon), os meias Cueva e Evandro e os atacantes Soteldo, Marinho, Uribe e Venuto.

Alguns atletas estão fora dos planos e o clube tem dificuldade de negociar, como Matheus Ribeiro e Bryan Ruiz. A folha salarial praticamente dobrou em relação a 2018.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade