PUBLICIDADE
Logo do Santos

Santos

Favoritar Time

Episódios de indisciplina desestabilizaram vestiário do Santos

O meio-campista Jean Lucas e o atacante Marcos Leonardo tiveram atitudes desrespeitosas e causaram crise no Peixe

7 dez 2023 - 18h14
Compartilhar
Exibir comentários
Ivan Storti/Santos FC - Legenda: Marcos Leonardo foi o artilheiro do Santos na Série A, com 13 gols, mas oscilou e teve atos de indisciplina
Ivan Storti/Santos FC - Legenda: Marcos Leonardo foi o artilheiro do Santos na Série A, com 13 gols, mas oscilou e teve atos de indisciplina
Foto: Jogada10

O Santos sofreu uma derrota por 2 a 1 para o Fortaleza, na Vila Belmiro, na última quarta-feira (06). O resultado se tornou ainda mais negativo, pois carimbou o inédito rebaixamento da equipe paulista. Tal situação ocorreu por diversos erros e problemas durante a temporada. Alguns dos principais deles foram as atitudes de indisciplina do meio-campista Jean Lucas e do atacante Marcos Leonardo. Os episódios provocaram desgaste no vestiário.

Segundo informação do 'Uol', também demonstraram comportamento de rebeldia antes de viagem para Curitiba, na última sexta-feira (01), para encarar o Athletico. Por sinal, ambos chegaram atrasados na apresentação do elenco.

Após a ocorrência, o técnico Marcelo Fernandes e o coordenador esportivo, Alexandre Gallo, tentaram solucionar o caso. Especialmente porque o clima não era bom e a ideia era deixar os jogadores focados para o confronto decisivo com o Fortaleza.

Entenda o episódio de indisciplina no Santos

O treinador do Peixe permitiu que o elenco fosse almoçar fora da CT Rei Pelé, na última sexta, antes da viagem. Posteriormente, Jean Lucas e Marcos Leonardo retornaram com aproximadamente 20 minutos de atraso e comportamento fora do ideal. Testemunhas do episódio disseram que o atacante parecia estar bêbado.

Marcos, aliás, teria gritado com seus companheiros e feito reclamações a respeito da condição de reserva. Afinal, ele caiu de rendimento e perdeu a titularidade para Julio Furch. O camisa 9 teve dificuldade para se acalmar e não se desculpou com os gestores do grupo. No caso, Alexandre Gallo e Marcelo Fernandes.

As reclamações de Leonardo por ter ido para o banco teriam sido feitas ao coordenador técnico. O diretor, aliás, demonstrou insatisfação pela relevância que o atacante ganhou na reta final da Série A. Afinal, o camisa 9 foi o capitão da equipe no empate em 1 a 1 com o Botafogo, uma semana antes do problema de relacionamento.

Inicialmente a ideia era aplicar uma multa no atleta e depois até retirá-lo da delegação. Contudo, o presidente Andres Rueda, pediu que ele seguisse na lista de relacionados. O centroavante participou do treinamento no dia seguinte e entrou na segunda etapa da derrota por 3 a 0 para o Athletico.

Já Jean Lucas teve a mesma atitude do camisa 9, mas pediu desculpas pelo comportamento. Em seguida, se manteve calado no trajeto do Rei Pelé para o aeroporto. Depois da crise, direção, jogadores e funcionários se reuniram para pedir foco e entrega no restante da temporada.

Estafe dos atletas se manifestam

Os agentes de Marcos Leonardo desmentiram os atos de indisciplina. Porém, confirmaram que houve um atraso de 20 minutos. O Santos preferiu não se manifestar sobre a situação. Enquanto isso, Jean Lucas declarou:

"Não admitirei insinuações com caráter difamatório que surgiram de uma conduta que venha ferir a postura profissional que sempre tive em minha carreira e regrada que sempre tive em minha vida pessoal, amparado por minha religiosidade e minha fé".

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade