PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Meu time

Com time misto, Santos volta ao Paulistão em busca da reação no Grupo D

Equipe poupa contra o Botafogo de Ribeirão Preto visando jogo da volta com o San Lorenzo

10 abr 2021
05h10 atualizado às 05h10
0comentários
05h10 atualizado às 05h10
Publicidade

Quase um mês depois, o Santos volta a campo pelo Paulistão neste sábado, às 22 horas, para enfrentar o Botafogo na Vila Belmiro. Em jogo antecipado da nona rodada, o time comandado por Ariel Holan busca manter a reação que vinha exibindo antes da paralisação do Estadual, causada pelo agravamento da pandemia de covid-19 no Estado de São Paulo.

Antes da interrupção, o Santos fazia campanha sofrível, com dois empates nas duas primeiras rodadas e uma dura goleada sofrida diante do São Paulo, por 4 a 0. Porém, em seu último jogo, venceu o Ituano por 2 a 1, no dia 13 de março.

Ariel Holan passa instruções para seus comandados em treino no CT Rei Pelé
Ariel Holan passa instruções para seus comandados em treino no CT Rei Pelé
Foto: Divulgação/ Santos FC / Estadão

O primeiro triunfo aliviou a situação santista no Grupo D. É agora o terceiro colocado, com os mesmos cinco pontos do Guarani, o vice-líder. O Mirassol lidera, com oito. Somente os dois primeiros colocados avançam às quartas de final.

A posição, contudo, não reflete mais a situação do time na temporada. Após a primeira vitória no Paulistão, o Santos superou a primeira fase preliminar da Copa Libertadores e venceu o San Lorenzo na ida da segunda fase, na Argentina.

A confiança foi recuperada graças ao trabalho de Ariel Holan com a nova geração dos "Meninos da Vila", principalmente na "intertemporada" de duas semanas em Atibaia. Como não podia treinar em Santos, o clube foi para o interior, onde o argentino pôde começar a impor seu estilo à equipe.

Neste período, os jogadores jovens mais jovens do elenco, caso dos atacantes Ângelo, de 16 anos, e Marcos Leonardo, de 17, cresceram no time. E a mistura entre crias da base e atletas mais experientes, como Marinho e Soteldo, parece estar dando liga na equipe de Holan.

O momento dos adolescentes é tão favorável que o treinador deve poupar alguns deles neste sábado, quando vai mandar a campo uma formação mista. O foco agora é na partida da volta contra o San Lorenzo, na terça, em Brasília. O confronto vale vaga na fase de grupos da Libertadores.

Além disso, o time foi pego de surpresa com o anúncio da nova tabela do campeonato pela Federação Paulista de Futebol na tarde de sexta. O Santos já havia treinado e Holan não teve a oportunidade de testar a equipe que enfrentará o Botafogo neste sábado.

BOTAFOGO

Do outro lado, os visitantes lutam contra o rebaixamento, ainda em busca da primeira vitória. A principal novidade do Botafogo estará no banco de reservas, onde Argel Fuchs assumiu a vaga de Alexandre Gallo. O novo comandante mantém seu estilo de grande motivador para tentar reverter a situação do time na tabela.

"O nosso grupo é bom e vai começar a mostrar isso a partir deste jogo. A paralisação foi ruim, de forma geral, para todos, mas acabou me ajudando porque pude conhecer melhor o grupo", declarou.

Antes da paralisação, o Botafogo não conseguiu fazer boas partidas. Com um empate e três derrotas, ocupa a quarta e última posição do Grupo A, com apenas um ponto. Na classificação geral, o time está na lanterna (16º), formando a zona de rebaixamento com o São Caetano, que também tem um ponto.

Com a fraca campanha, Gallo foi demitido em 1º de abril e o clube acertou a chegada de Argel Fuchs, que retorna após dez anos para evitar o rebaixamento.

Como o último jogo do Botafogo foi em 13 de março, na derrota por 1 a 0 diante da Ponte Preta, é natural que haja novidades no time. Entre os 20 relacionados, Argel Fuchs terá o volante John Everson, de 21 anos, contratado durante a parada. O lateral direito Marlon, o zagueiro Matheus Santos, o volante Vinícius Kiss e o atacante Luketa, que ficaram fora do duelo contra a Ponte Preta por covid-19, estão recuperados e também estão na lista.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS x BOTAFOGO-SP

SANTOS - João Paulo; Madson, Kaiky, Luiz Felipe e Felipe Jonatan; Alison, Kevin Malthus e Jean Mota; Marinho, Kaio Jorge e Marcos Leonardo.

BOTAFOGO-SP - Igor; Rodrigo Ferreira, Victor Ramos, Fabão e Pará; Emerson Santos, Victor Bolt, Renatinho e Vinícius Kiss; Dudu Hatamoto e Richard. Técnico: Argel Fuchs.

ÁRBITRO - Thiago Lourenço de Mattos

HORÁRIO - 22 horas.

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos

Estadão
Publicidade
Publicidade