PUBLICIDADE

Quem é o jogador do Corinthians que estava com jovem que morreu em SP

Mulher de 19 anos morreu após encontro com jogador no bairro Tatuapé, em São Paulo; ele depôs à Polícia Civil e caso é investigado

31 jan 2024 - 15h08
(atualizado às 15h41)
Compartilhar
Exibir comentários
Dimas Cândido chegou ao Corinthians em 2023
Dimas Cândido chegou ao Corinthians em 2023
Foto: Reprodução/Instagram:@dimasf_10

O jogador Dimas Cândido de Oliveira Filho, de 18 anos, é investigado pela morte de uma jovem de 19 anos, na noite desta terça-feira, 30, depois de um encontro entre os dois no bairro do Tatuapé, em São Paulo. Ele prestou socorro, acompanhou a jovem até o hospital e depôs à Polícia Civil.

Nascido em 24 de fevereiro de 2005 na cidade de João Pessoa, em Paraíba, Dimas é atacante da equipe sub-20 do Sport Club Corinthians Paulista desde abril de 2023.

Ele foi para o clube após ter jogado pelo Sub-17 do Coimbra, situado em Minas Gerais. No Corinthians, ele não registra gols em seus 12 jogos até o momento. Seu aproveitamento é de 78% e, pelas partidas que disputou, soma nove vitórias, um empate e duas derrotas, com três cartões amarelos acumulados.

O atleta tem vínculo contratual com o clube até 31 de janeiro de 2025. Em maio de 2023, ele compartilhou seu primeiro registro no time nas redes sociais e escreveu: "Vivendo os planos de Deus. Estreia com vitória e assistência! Glória a Deus". 

O que ocorreu?

A jovem de 19 anos morreu após se encontrar com o jogador. De acordo com a Secretaria de Segurança de São Paulo (SSP-SP), policiais militares foram acionados no Hospital Municipal do Tatuapé após o óbito dela. No local, os PMs receberam a informação de que ela estava na casa do atacante, quando passou mal e desmaiou. 

Dimas, então, teria acionado o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e prestado os primeiros socorros. No entanto, a vítima não resistiu e morreu no hospital, após quatro paradas cardíacas. Uma perícia foi realizada no apartamento do jogador, onde foram encontradas manchas de sangue.

O policial militar Lucas Sarri informou à TV Globo que o sangramento que a vítima teve foi nas partes íntimas. “Ela tinha um forte sangramento na região íntima. O que a gente levantou no PS é que, momentos antes, ela estava com o namorado, ou ficante dela, no apartamento dele", relatou. 

O atacante foi encaminhado para a delegacia, onde contou que conversava há alguns meses com a jovem pelas redes sociais, mas nunca haviam se visto. Esse foi o primeiro encontro deles. Ainda segundo o jogador, durante a relação sexual, ela desmaiou, e a partir daí, ele prestou socorro, acionando o Samu. Após o depoimento, ele foi liberado.

O pai da jovem, que também é policial militar, afirmou à polícia que os médicos lhe disseram que sua filha tinha uma fissura de 5 centímetros nas partes íntimas. O corpo da jovem passará por exame necroscópico para determinar a causa da morte. O caso foi registrado como morte suspeita no 30° DP (Tatuapé).

À emissora, a advogada de Dimas, Fabiana Moura, disse que seu cliente é inocente e vai aguardar os resultados das perícias. 

Em nota, o Sport Club Corinthians Paulista informou que acompanha proximamente os desdobramentos dos fatos relacionados ao episódio envolvendo um de seus atletas da base, além de reforçar que o clube aguarda a investigação dos fatos e está à disposição para colaborar com as autoridades. "Acima de tudo, o Corinthians lamenta profundamente a morte da jovem e se solidariza à sua família".

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade