PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Willian lamenta vacilos do Palmeiras em primeiro revés na Libertadores

Equipe perdeu por 4 a 3 para o Defensa y Justicia no Allianz Parque

18 mai 2021 22h47
| atualizado às 22h47
ver comentários
Publicidade

O gol sofrido no último lance que decretou a derrota por 4 a 3 para o Defensa y Justicia nesta terça-feira, a primeira do Palmeiras na Libertadores, não desanimou Willian. Autor de um dos gols do jogo, ele lamentou o revés para uma "equipe chata", considerada uma pedra no sapato do time alviverde, mas afirmou que todos saíram de cabeça erguida da partida.

"Estamos enfrentando eles pela quarta vez na temporada. É uma equipe chata, com bons jogadores, marcação forte e que se mexe muito dentro de campo. Nós não desistimos. Temos que parabenizar a equipe deles também. Tentamos fazer nosso melhor, mas tomamos dois gols bobos. Infelizmente levamos esse gol no final. Mas temos que ressaltar o espírito de luta. Tenho certeza que todos estão todos de cabeça erguida pelo empenho de cada um", avaliou o atacante.

O Defensa é considerado um adversário indigesto para o Palmeiras. Foram duas vitórias e duas derrotas em quatro jogos diante do rival argentino, que recentemente levou o título da Recopa Sul-Americana aos vencer o time paulista nos pênaltis.

Com o gol que marcou nesta noite - os outros palmeirenses a balançar as redes foram Zé Rafael e Gustavo Scarpa - Willian subiu para o terceiro lugar no ranking histórico de artilheiros do Palmeiras na Libertadores. Ele fez seu décimo gol pelo clube na competição e só está atrás de Borja e Tupãzinho, ambos com 11, e Alex, goleador máximo, com 12.

"Sabemos da nossa cobrança interna. Atacante é muito cobrado pelos gols. Fico feliz em ter feito o gol, mas eu valorizo o coletivo. Não veio a vitória, que era o objetivo, até para manter a sequência positiva", salientou o jogador.

O Palmeiras esquece a Libertadores por ora e se concentra totalmente nas finais do Campeonato Paulista. O time de Abel Ferreira começa a decidir o título com o São Paulo quinta, às 22h, em casa, no Allianz Parque. O segundo jogo será domingo, às 16h, no Morumbi.

"Acredito que a gente vinha numa sequência boa de vitória. Em um momento ou outro iríamos perder, faz parte. Saímos de cabeça erguida. Os detalhes que temos que acertar é coisa interna nossa. Agora é final e temos que descansar. Quinta estará todo mundo renovado", pontuou Willian.

Estadão
Publicidade
Publicidade