2 eventos ao vivo

Relembre outras propostas que Dudu teve para sair do Palmeiras

29 jun 2020
09h17
atualizado às 09h17
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Alvo de proposta de R$ 80 milhões do Al-Duhail do Catar, Dudu já ficou perto de sair do Palmeiras outras vezes. Em mais de cinco anos de Verdão, o atacante teve propostas atrativas da China, mas acabou decidindo seguir no Brasil.

A primeira grande tentativa de levar Dudu veio do Changchun Yatai-CHI no início de 2018. O clube ofereceu a mesma quantia que o clube catari oferece hoje, 13 milhões de euros, cerca de R$ 80 milhões na cotação atual, mas a proposta foi recusada.

Dudu soma 305 jogos pelo Palmeiras

O clube mais interessado em contratar Dudu no período foi o Shandong Luneng-CHI. Os asiáticos fizeram duas propostas em meados de 2018, primeiro de 12 milhões de euros e depois de 15 milhões de euros, cerca de R$ 73,8 milhões e R$ 92,2 milhões na cotação atual, respectivamente. O Verdão não aceitou e o jogador teve um aumento salarial.

O Shandong não desistiu e tentou mais uma vez levar Dudu no início de 2019. Desta vez o clube tentou seduzir o atleta com salário de oito milhões de euros por ano, cerca de R$ 49,2 milhões na cotação atual. O Alviverde conseguiu segurar o atacante mais uma vez e renovou seu contrato até o fim de 2023, com novo aumento salarial.

Desde 2015 no Palmeiras, o camisa 7 tem 305 jogos e 70 gols marcados. Dudu foi protagonista das conquistas da Copa do Brasil em 2015 e do Campeonato Brasileiro em 2016 e 2018.

Acusação de agressão

Dudu foi acusado de agressão por Mallu Ohanna, ex-mulher do atleta, após discussão na última segunda-feira, no bairro de Perdizes, Zona Oeste de São Paulo. O atleta nega a versão.

Após divulgar o caso em live com o jornalista Léo Dias na última terça-feira, Mallu Ohanna prestou esclarecimentos na última quarta-feira por mais de 11 horas na 9ª Delegacia de Defesa da Mulher. A ex-mulher do jogador estava companhada por seus advogados e por testemunhas do episódio. A defesa requereu as imagens de todo o circuito interno do condomínio e crê que o material comprovará sua tese.

"Não se tratam apenas das agressões físicas sofridas por Mallu na última segunda feira, mas de um relacionamento abusivo que sofreu durante os 11 anos em que viveu com o Eduardo, sendo agressões físicas, verbais, psicológicas e patrimoniais", diz nota dos advogados de Mallu.

De maneira voluntária, Dudu esteve na delegacia na última terça-feira e, em rápida entrevista concedida na saída do local, reafirmou a própria inocência. O Palmeiras, em nota, avisou que planeja acompanhar o assunto até a conclusão das investigações, mas já se disse contra atos que atentem "contra a dignidade humana".

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade