0

Diretor do Palmeiras pressiona por punição a árbitro

Alexandre Mattos reclama de gol anulado e diz que juiz apresentava "despreparo"

13 set 2018
01h19
atualizado às 18h08
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
O goleiro Fábio, do Cruzeiro, disputa bola com o palmeirense Edu Dracena
O goleiro Fábio, do Cruzeiro, disputa bola com o palmeirense Edu Dracena
Foto: Paulo Whitaker / Reuters

Insatisfeito com a arbitragem de Wagner Reway na derrota por 1 a 0 diante do Cruzeiro, sofrida na noite desta quarta-feira, o diretor de futebol do Palmerias, Alexandre Mattos, passou pela zona de entrevistas do Allianz Parque. O cartola criticou o juiz pelo lance que marcou o fim do jogo pela Copa do Brasil e pediu punição ao integrante do quadro da Fifa.

Nos acréscimos da partida, após jogada pelo alto, Antônio Carlos pegou a sobra e tocou para o gol, mas Wagner Reway já havia marcado falta de ataque, o que inviabiliza o uso do VAR. Segundo Mattos, a atitude contraria orientação de Sérgio Corrêa, chefe do departamento de arbitragem da CBF."O que estranha é o despreparo que eles têm. O Sérgio Corrêa esteve no meu vestiário antes do jogo e disse: 'Avisa aos jogadores que, lance capital, é para seguir até o fim e depois vamos ver no VAR o que aconteceu'. Então, fizeram absolutamente o contrário. Ele parou a jogada antes, de maneira precipitada", afirmou Mattos.

Ouça o podcast Terra Futebol: 

Nos dias que antecederam o confronto com o Palmeiras, os cruzeirenses se disseram preocupados com a arbitragem de Wagner Reway. Questionado se a pressão do rival pode ter influenciado o juiz, Alexandre Mattos negou, mas pediu que a falha tenha consequências.

"Aconteceu um lance em que ele foi contra a própria recomendação da CBF e espero que seja punido por isso", declarou. "Tinha que ter deixado a jogada seguir e, depois, alguém daria orientação. Isso mostra despreparo. Não estamos prontos ainda. Gera mais polêmica, irritação e coloca em dúvida tudo que está acontecendo", disse.

Alexandre Mattos contou ainda que, mesmo ganhando, o Palmeiras notificou a CBF pela arbitragem de Jean Pierre Gonçalves Lima no último Derby, algo que o clube faz sempre que se acha prejudicado. O dirigente citou dois pênaltis não marcados no mesmo lance da partida pelo Campeonato Brasileiro e considerou a atuação do juiz "péssima".

Veja também

A bebê que nasceu com o coração fora do corpo - e sobreviveu

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade