5 eventos ao vivo

Grêmio dá passo para nova final brasileira na Libertadores

Time de Renato Gaúcho venceu jogo de ida das quartas por 2 a 0; em uma eventual final, poderia enfrentar Palmeiras ou Cruzeiro

19 set 2018
11h52
atualizado às 11h53
  • separator
  • 0
  • comentários

Com a vitória por 2 a 0 sobre o Atlético Tucumán, na noite dessa terça (18) na Argentina, o Grêmio praticamente consolidou sua classificação para a semifinal da Libertadores. Para isso, poderá perder por até um gol de diferença no jogo em Porto Alegre, no dia 4 de outubro. Uma vez na semifinal, o time gaúcho enfrentaria o vencedor dos confrontos entre Independiente e River Plate em busca de uma nova decisão.

Gremistas correm para comemorar classificação nas oitavas de final diante do Estudiantes
Gremistas correm para comemorar classificação nas oitavas de final diante do Estudiantes
Foto: Diego Vara / Reuters

Atual campeão da Libertadores, o Grêmio, caso continue avançando na competição, poderia ter a companhia de outro brasileiro na final – Palmeiras ou Cruzeiro. Claro que pelo menos um deles precisaria vencer a disputa nas quartas de final e na semifinal.

O Cruzeiro enfrenta o Boca Juniors nesta quarta na Bombonera, em Buenos Aires. Depois, recebe o visitante em 4 de outubro no Mineirão. Já o Palmeiras vai jogar nessa quinta (20) contra o Colo-Colo, no Chile. A partida de volta será em 3 de outubro.

Se Palmeiras e Cruzeiro superarem Colo-Colo e Boca, pelas quartas de final, o Brasil já terá pelo menos um representante na final. Ficaria a expectativa da presença também do Grêmio nas duas últimas partidas da Libertadores.

Nessa hipótese, a competição seria decidida pela terceira vez na história por dois clubes brasileiros. Em 2005, o São Paulo foi campeão após um empate (1 a 1) e uma goleada sobre o Atlético-PR (4 a 0). Em 2006, o Internacional ganhou a taça ao derrotar o São Paulo por 2 a 1 no Morumbi e segurar depois um empate (2 a 2) com o clube tricolor em Porto Alegre.

Veja também

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade