PUBLICIDADE
Logo do Palmeiras

Palmeiras

Favoritar Time

Expulsão, confusão e gols: arbitragem rouba protagonismo e Palmeiras goleia Atlético-MG pelo Brasileirão

Rodrigo José Pereira de Lima (FIFA/PE) foi o grande protagonista da noite

17 jun 2024 - 22h54
(atualizado às 23h00)
Compartilhar
Exibir comentários
Juíz da CBF foi o grande protagonista.
Juíz da CBF foi o grande protagonista.
Foto: Pedro Souza / Atlético / Esporte News Mundo

O jogo de encerramento da nona rodada do Brasileirão, entre Atlético-MG e Palmeiras, foi vencido pelo clube paulista por 4×0 na Arena MRV. A partida foi recheada de polêmicas, confusão dentro e fora de campo e uma arbitragem completamente despreparada para comandar um duelo de tamanha importância. A expulsão de Hulk no primeiro tempo deu o tom do jogo e acabou estragando o que prometia ser mais um grande clássico da primeira divisão.

INÍCIO POLÊMICO

Como era de se imaginar, o confronto entre Galo e Verdão começou muito equilibrado, com boas chances de ataque para ambos os times. Aos 20 minutos, os mandantes reclamaram de pênalti de Murilo por toque de mão na área, mas o juíz e o VAR mandaram o jogo seguir e marcaram irregularidade do ataque atleticano.

MAIS VONTADE

O gol do Palmeiras aos 25 minutos surgiu de uma bobeada tremenda da defesa do rival que, sem conseguir afastar a bola da área, deixou Aníbal Moreno sozinho para chutar com estilo da entrada da área e abrir o placar. O time de Abel Ferreira demonstrou raça e vontade de brigar pelo lance e foi recompensado com a bola na rede.

RESULTADO ENCAMINHADO

Atrás no marcador, o Atlético teria que se jogar para o ataque em busca do resultado. No entanto, aos 30 minutos, Hulk sofreu falta no meio-campo, no que já teria sido a quarta sofrida pelo atacante, foi questionar o juíz da falta de critério e foi expulso. Rodrigo José Pereira de Lima (FIFA/PE) quis aparecer mais que os atletas e acabou tirando de campo o camisa 7 atleticano.

ESPAÇO PARA JOGAR

Na volta do segundo tempo, o Palmeiras aproveitou a vantagem númeerica e passou por cima do Atlético. Em um espaço de menos de dois minutos, o Verdão fez dois gols e sacramentou o resultado. Aos 14 minutos, Saravia deu um leve toque em Zé Rafael dentro da área, o volante aproveitou o toque e desabou para receber o pênalti. Piquerez converteu a cobrança e ampliou. Perdidos em campo, os jogadores do Galo saíram jogando errado após o segundo gol e Estevão acertou um lindo chute, fazendo o terceiro gol do Palmeiras aos 15 minutos.

LÁ E CÁ

A enorme diferença no placar tornou a partida muito aberta e pouco organizada. O Atlético tentava um milagre e chegava sem qualidade ao ataque. O Palmeiras estava mais estruturado e explorava os espaços no contra-ataque. Aos 49, Vanderlan encontrou Flaco Lopez dentro da área e o argentino fez o gol derradeiro da partida. Antes do fim, Rodrigo José Pereira de Lima (FIFA/PE) ainda expulsou Paulinho em uma das piores atuações da arbitragem no Brasileirão.

AGENDA

O Atlético-MG volta a campo contra o Vitória no dia 20/6. A bola rola no Barradão em partida válida pela décima rodada do torneio. O Palmeiras recebe o RB Bragantino no Alianz Parque no mesmo dia.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade