PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Favoritar Time

Endrick quer subir para o profissional do Palmeiras com última taça de peso na bagagem

Em caso de conquista da Copa do Brasil Sub-17, a jovem promessa palmeirense poderá dizer que venceu tudo na base do clube

26 jun 2022 - 06h45
(atualizado às 11h29)
Ver comentários

É inegável que Endrick é uma das grandes - senão a maior - promessas recentes da base do Palmeiras. Com boa vantagem na decisão da Copa do Brasil Sub-17, o garoto de 15 anos pode conquistar o único título que falta antes de, quem sabe, subir para o profissional.

Endrick é um dos nomes do Palmeiras na campanha da Copa do Brasil Sub-17 (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)
Endrick é um dos nomes do Palmeiras na campanha da Copa do Brasil Sub-17 (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)
Foto: Lance!

GALERIA

Hoje no Sub-17 e ,meses atrás, destaque do Sub-20, a joia alviverde poderá viver o ambiente principal a partir do dia 21 de julho, após completar 16 anos. Assim, poderá registrar de fato o seu primeiro contrato. Vale lembrar que o mesmo já está acertado verbalmente por parte do atleta e da diretoria.

Endrick foi um dos destaques na vitória por 4 a 1 no jogo de ida da final do torneio nacional sobre o Vasco. O camisa 9 fez dois dos quatro gols marcados pelo Verdão no Allianz Parque.

No Palmeiras desde 2016, a conquista da Copa do Brasil deve ser a última antes da sua vida mudar por completo. Além disso, pode ter um gosto ainda mais especial para o jogador. Campeão no Sub-11, Sub-13, Sub-15 e Sub-20, a categoria Sub-17 é a única que falta para o atacante ser campeão pelo Verdão.

TABELA

Indo para seu sétimo ano na Academia de Futebol, a Cria já venceu 12 títulos de expressão. Na categoria em questão, contudo, sua única conquista foi pela Seleção Brasileira, no Torneio de Montaigu, na França, em abril deste ano.

- Ter humildade, mentalidade e ser homem lá dentro. Nós não vamos deixar ninguém aqui, que estão com a gente aqui todos os dias, trabalhando pra cara***, vibrando pra cara*** com a gente, e eu confio nos caras. Vamos ganhar essa po***. Nós aqui também somos mentalidade e humildade, amizade entre nós. Vamos todos concentrar do começo ao fim. Que Deus abençoe cada um e vamos embora! - discursou Endrick antes do primeiro jogo da decisão.

Com palavras fortes e capacidade vencedora incontestável, é natural que o garoto receba a maior parte das atenções dentro e fora de campo. A torcida palmeirense banca o jogador e quer vê-lo, em breve, sendo treinado por Abel e cumprindo uma função específica no Palmeiras: a de centroavante.

A presença de Endrick na equipe principal, porém, ainda não é certa. Isso requer planejamento e tempo, coisa que o menino do Palmeiras sabe de cor desde os 11 anos.

- Quero que chegue julho. Se o Abel me chamar vou dar 110% nos treinos, se ele puder me colocar, jogar bem para cair nas graças do professor, dos companheiros e da torcida. Minha cabeça está tranquila, estou pensando aqui na base, se o Abel me chamar, minha cabeça vai para o profissional - reforçou o atacante em uma entrevista pós-jogo.

Vale lembrar que o próprio atleta pediu para jogar a Copa do Brasil Sub-17 para se manter em atividade competitiva durante grande parte do primeiro semestre da temporada. Ao todo, o camisa 9 soma seis gols marcados em cinco jogos na categoria até então.

O camisa 9 e seus companheiros decidem o título contra o Vasco já neste domingo, às 11h, em São Januário, no Rio de Janeiro. O time paulista pode perder por até dois gols de diferença para levantar o caneco e consagrar, ainda mais, a trajetória da base palestrina.

Lance!
Publicidade
Publicidade