PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Abel Ferreira enaltece espírito coletivo do Palmeiras e força do elenco: 'Cultura de vitória'

Treinador também explicou a rotação no elenco que tem feito para manter a intensidade do time em todos os jogos

18 jul 2021 19h58
| atualizado às 20h08
ver comentários
Publicidade

O Verdão bateu o Atlético-GO por 3 a 0, em Goiânia, e conquistou sua sétima vitória seguida na temporada - a sexta no Brasileirão, campeonato no qual time é líder isolado. Após mais um triunfo do Palmeiras sob comando de Abel Ferreira, o treinador voltou a enfatizar a confiança que tem no seu elenco em entrevista coletiva, enaltecendo o espírito coletivo da equipe.

Abel destacou espírito da equipe alviverde (Foto: Cesar Greco)
Abel destacou espírito da equipe alviverde (Foto: Cesar Greco)
Foto: Lance!

- Se queremos ver o espírito da equipe, basta ver o passe que o Deyverson fez. Poderia ter sido egoísta. Pra mim, enquanto líder, vale mais que gol! É espírito coletivo. Todos temos que trabalhar para a equipe. Representa o espírito do Palmeiras! - declarou.

- Não é a primeira vez que fiz isso. É a prova que eu confio em todos os jogadores. Desde que trabalhem no limite. No treino que nos preparamos para os jogos. É através dessa cultura de vitória que nos preparando para o jogo seguinte - completou Abel.

O técnico do Alviverde também explicou como fez para dosar a intensidade da equipe em campo, sendo que o time vem de uma grande sequência de jogos e tem um duelo decisivo na quarta-feira contra a Católica pela Libertadores.

- Gestão de energia e jogar na máxima força. Assim que procuramos fazer e já fizemos ano passado. Tem a ver com a forma que acreditamos em todos os jogadores. Se estão aqui é porque são bons. O segredo é gerir a energia. Esse é meu papel quanto treinador - afirmou.

O Palmeiras lidera a competição nacional com três pontos à frente do segundo colocado e vem de uma fase muito boa nas últimas rodadas. Quanto a isso, Abel ressaltou que a equipe precisa permanecer concentrada, porque o campeonato, que ele considera um dos mais difíceis do mundo, está apenas no começo.

- O Brasileirão é um dos campeonatos mais competitivos do mundo. Estamos só na 12ª segunda rodada. Temos que pensar jogo a jogo. 3 pontos, não valem mais nem menos. Aqui é tudo muito 8 ou 80. Quando ganha é perfeito. Treinador é inteligente. Se perde, o treinador não entende nada. Não trabalho assim. Independente do resultado eu foco no processo. Não vamos ganhar sempre, mas vamos lutar sempre para ganhar

Virando a chave do Brasileirão, o Verdão vai a campo às 19h15 (horário oficial de Brasília) no Allianz Parque pelo jogo de volta das oitavas de final da Libertadores precisando apenas de um empate para eliminar a Universidad Católica.

Lance!
Publicidade
Publicidade