0

Em jogo fraco, Oeste e Figueirense não passam de um empate sem gols

2 nov 2018
22h25
atualizado às 22h28
  • separator
  • comentários

Oeste e Figueirense desperdiçaram grande chance de se livrarem de vez do rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta sexta-feira, em uma vazia Arena Barueri, as duas equipes criaram pouco, bateram muito e fizeram um jogo morno que terminou empatado por 0 a 0.

O resultado não serviu para ninguém. O Oeste de Roberto Cavalo, que completou o seu 200º jogo à frente do time, assumiu provisoriamente o 12º lugar com 44 pontos, um a menos que o Figueirense, 11º colocado. Ambos os times têm chances quase nulas de acesso.

Pela 35ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Oeste visitará Belém para encarar o Paysandu, na próxima terça-feira, às 21h30 (de Brasília). No mesmo dia e horário, o Figueirense receberá o Guarani no Orlando Scarpelli.

O Jogo - Fraco tecnicamente, o primeiro tempo foi sonolento. O Oeste até insinuou uma certa pressão no começo, mas não conseguiu manter o ritmo. O Figueirense, por sua vez, ficou recuado em seu campo de defesa e não teve sucesso em suas tentativas de contra-ataque.

A primeira chance de gol foi do Figueirense. Aos 20 minutos, João Paulo cruzou rasteiro para Ferrareis finalizar de primeira, exigindo grande defesa de Tadeu. Elton pegou o rebote, mas foi travado por Patrick na hora do chute e não conseguiu abrir o placar.

Aos 40, Elton marcou para o Figueirense, mas foi flagrado em impedimento e teve o gol anulado. Abusando dos erros de passes, o Oeste só conseguiu chegar com relativo perigo em chutes de fora da área. Aos 42 minutos, por exemplo, Léo Ceará arriscou de longe, mas a bola saiu pela linha de fundo.

O segundo tempo manteve a mesma toada: jogo truncado, faltoso e muitos erros de passes. Aos 13 minutos, o Figueirense voltou a ter um gol anulado, desta vez por falta de Felipe Amorim.  Precisando da vitória, Roberto Cavalo deixou o Oeste mais ofensivo com as entradas dos atacantes Edilson e Bruno Lopes.

Rogério Micale respondeu colocando Juninho e Daniel Costa nas vagas de Felipe Amorim e Renan Mota. E Daniel Costa quase abriu o placar em sua primeira participação na partida. Aos 31, após dividida de Ferrareis com a zaga, a bola sobrou limpa para o meia, que finalizou em cima de Tadeu.

O Oeste teve sua melhor chance aos 40 minutos, quando Bruno Lopes foi lançado e dividiu com o goleiro Vitor Caetano. A bola sobrou para Raphael Luz, que invadiu a área e tentou encobrir os zagueiros, mas mandou para fora, naquela que foi a última oportunidade de gol do confronto.

FICHA TÉCNICA

OESTE 0 x 0 FIGUEIRENSE

Local: Arena Barueri, em Barueri (SP)

Data: 2 de novembro de 2018, sexta-feira Horário: 20h30 (de Brasília)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Assistentes: Sidimar dos Santos Meurer (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)

Público: 793 pagantes

Cartão Amarelo: Marciel, Rodrigo Souza e Betinho (Oeste); Zé Antônio (Figueirense)

Cartão Vermelho: -

Gol: -

OESTE: Tadeu; Adriano Alves, Joílson, Patrick e Conrado; Lídio, Rodrigo Souza (Edilson), Betinho e Marciel (Bruno Lopes); Léo Ceará e Felipe (Raphael Luz)

Técnico: Roberto Cavalo

FIGUEIRENSE: Vitor Caetano; Matheus Sales, Eduardo Bauermann, Nogueira e João Paulo; Zé Antônio, Betinho, Felipe Amorim (Juninho), Renan Mota (Daniel Costa) e Gustavo Ferrareis (André Santos); Elton

Técnico: Rogério Micale

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade