PUBLICIDADE

Motociclismo

KTM confirma volta de Dani Pedrosa à MotoGP como wild-card no GP da Espanha

Depois de participar do GP da Estíria de 2021, Dani Pedrosa estará novamente no grid da MotoGP com a KTM, dessa vez diante da torcida

26 jan 2023 - 12h52
Compartilhar
Exibir comentários
Dani Pedrosa vai vestir as cores da KTM mais uma vez
Dani Pedrosa vai vestir as cores da KTM mais uma vez
Foto: KTM / Grande Prêmio

Dani Pedrosa estará novamente no grid da MotoGP como wild-card. Depois de participar do GP da Estíria de 2021, o espanhol vai conduzir a KTM no GP da Espanha da temporada 2023, marcado para 30 de abril, em Jerez de la Frontera.

A novidade foi revelada pelo chefe da equipe austríaca, Francesco Guidotti, logo após o lançamento da RC16, na manhã desta quinta-feira (26). Em videochamada, o dirigente confirmou aos jornalistas o wild-card ao bicampeão das 250cc — atual Moto2.

Relacionadas

Alonso destaca energia e motivação da Aston Martin: "Atmosfera muito especial"
Comissão de Ética vê plágio "inequívoco e recorrente" ao GRANDE PRÊMIO e pune jornalistas do Estadão
"Isso tudo é seu ou o marimbondo te mordeu, Ferrari?"

"Recebi há alguns minutos a confirmação de que Dani terá um wild-card em Jerez", disse Guidotti.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Dani Pedrosa participou de uma corrida da MotoGP pela última vez em 2021
Dani Pedrosa participou de uma corrida da MotoGP pela última vez em 2021
Foto: KTM / Grande Prêmio

Pedrosa é contemporâneo de nomes como Valentino Rossi, Jorge Lorenzo e Marc Márquez, tendo corrido na MotoGP de 2006 a 2018 com a Honda, conquistando três vice-campeonatos (2007, 2010 e 2012). Foram 31 vitórias na classe rainha e 31 poles ao longo das 13 temporadas disputadas.

Após a aposentadoria, o eterno #26 assumiu as funções de piloto de testes da KTM. Em 2021, já com a moto da fábrica austríaca, alinhou em 14º para a etapa da Estíria e cruzou a linha de chegada em décimo. Antes, porém, o veterano levou um grande susto: após cair na saída da curva 3 do Red Bull Ring logo nas primeiras voltas, a moto de Pedrosa ficou no meio da pista e foi acertada em cheio por Lorenzo Savadori.

Com o impacto, o equipamento pegou fogo. A direção de prova, então, acionou a bandeira vermelha e interrompeu a corrida. Savadori chegou a passar por cirurgia no tornozelo após a batida, enquanto Pedrosa ainda conseguiu voltar para a disputa.

Guidotti ainda confirmou Jonas Folger em testes com a KTM no próximo mês, em Sepang. O Mundial de Motovelocidade 2023 começa no dia 26 de março, em Portugal.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Grande Prêmio
Compartilhar
Publicidade
Publicidade