PUBLICIDADE

WGP Curitiba: Jhonata Diniz volta ao Brasil para encarar promessa

Curitibano volta a atuar em casa após três anos diante de Carlos Meza; evento acontece dia 1º de julho, no Círculo Militar e marca primeira vez na capital paranaense

14 jun 2017 17h26
ver comentários
Publicidade

Depois de anunciar a chegada do WGP Kickboxing a Curitiba pela primeira vez, a organização do evento preparou uma nova surpresa aos fãs de trocação da capital paranaense. No evento de número 38, que acontece no próximo dia 1º de julho, no Círculo Militar, o card terá uma novidade em relação as outras edições. Pela primeira vez o WGP realizará lutas bônus após a luta principal da noite e um desses duelos será entre o atleta da casa Jhonata Diniz e o paraguaio Carlos Meza, pela divisão dos super-pesados (+94,1kg). Esta será a estreia de Jhonata na organização, que já integra o plantel de lutadores do Glory, principal evento de kickboxing do mundo.

Com carreira internacional consolidada, Jhonata festeja duelo em casa
A caminhada do curitibano Jhonata Diniz no kickboxing é um pouco diferente da maioria dos lutadores. Nascido e criado na capital paranaense, ele iniciou a pratica nas artes marciais aos 13 por uma briga de rua com outro adolescente na qual levou a pior. Mas o que fugia do normal era que o jovem não se interessava pelo esporte e sequer conhecia o kickboxing. Mesmo depois de fazer sua primeira luta no amador, a chama de competidor ainda não havia acendido em Jhonata, mas tudo mudou em 2012, aos 20 anos.

- Durante minha caminhada no amador eu nunca tinha tido um divisor de aguas na carreira, levava como hobby mesmo. E mesmo depois de fazer algumas lutas profissionais isso não tinha acontecido. Até que veio a oportunidade de lutar fora do país, no Glory. Quando eu cheguei lá percebi a proporção que as coisas tinham tomado e vi que faria aquilo para o resto da minha vida - garante Jhonata.

Até tomar essa decisão, Diniz passou por dificuldades para se manter lutando. Trabalhou como pedreiro, auxiliar de almoxarifado e até vendedor de cachorro quente. Mas com a consolidação da carreira internacional - ele é atleta do Glory há cinco anos - conseguiu se estabilizar e viver só da luta. Hoje, aos 25 anos, ele tem uma oportunidade única ao fazer sua estreia no WGP e lutar em casa diante dos amigos, familiares e alunos depois de tanto tempo.

- Eu luto onde me sinto bem e o WGP certamente vai me proporcionar essa sensação, é o maior evento da América Latina e sou muito grato por me darem essa oportunidade de lutar na minha casa. Alunos meus que nunca viram uma luta minha vão estar presentes, toda minha família, não vejo a hora de subir no ringue - afirma o lutador, que soma um total de 20 lutas disputadas, com 14 vitórias, sendo 10 delas por nocaute.

Ex-postulante ao título dos pesados, paraguaio promete surpreender

Adversário de Jhonata, o paraguaio Carlos Meza é uma das promessas do kickboxing de seu país. Depois de iniciar nas artes marciais no taekwondo aos sete anos, Meza conheceu o kickboxing aos 14 e não parou mais. Hoje, aos 21, e com um cartel de 17 vitórias em 21 lutas, ele chega para seu segundo duelo no WGP. E o primeiro não foi qualquer um. Ele encarou o atual campeão dos pesados Felipe Micheletti, na luta principal da edição 31.

- Retorno ao WGP muito feliz e, acima de tudo, com outra mentalidade. A luta com o Micheletti me ajudou a perceber as coisas que estavam me fazendo falta na hora da luta. A preparação, como sempre foi forte e intensa. Lutar no WGP é o sonho de todo atleta que compete no kickboxing sul-americano, para mim é uma honra defender o meu país em um evento desta magnitude e que vem junto de uma grande responsabilidade - afirma Meza.

Diante de Jhonata, Carlos vai encarar uma situação semelhante ao seu último duelo no Brasil: lutar na casa do adversário. Mas desta vez a torcida contra vai ser ainda mais forte, já que seu adversário vai atuar na sua cidade-natal. Segundo Meza, isso requer ainda mais atenção, mas ele não poupou elogios a torcida brasileira.

- Eu acho que a concentração é um fator muito importante quando se está na condição de visitante. O público brasileiro é incrível, e vou procurar desfrutar da luta. Atuar no Brasil é uma motivação para qualquer um, independente se estão torcendo contra mim", garante o lutador, que atuará na categoria dos super-pesados, acima da que enfrentou Micheletti. "Como sabemos o processo de corte de peso tem uma influência muito grande no desempenho, um kg a mais faz a diferença. Sinto-me bem por estar livre desse corte e como luto nessa categoria no meu país me sinto bem confortável - finaliza.

O WGP Curitiba conta ainda com outra luta bônus entre o conterrâneo de Jhonata, Ariel Machado encarando o argentino Lucas Alsina pela divisão dos pesados (até 94kg). Além disso o evento terá a luta principal da noite valendo o cinturão dos super-leves (até 64,5kg) entre Paulo Tebar e Guilherme Sanchos. A categoria conhece também o próximo desafiante com a disputa do Challenger GP com as semifinais entre Inglesson de Lara vs Vinicius Bereta e Jordan Kranio vs Samuel Pereira.

WGP Curitiba

Data: 01/07
Local: Círculo Militar do Paraná (Largo Bittencourt, 187 - Centro, Curitiba/PR)
Horário: A definir
Transmissão: Canal Combate, Fox Sports e Bandsports
Ingressos disponíveis no link: www.xfn.com.br/wgp

Card Principal
Bonus Fight 1
Peso Pesado (94,1 kg)
Ariel Machado (Hemmers Gym / CWB Fight Club - BRA) vs Lucas Alsina (Picante Fight Club - ARG)

Bonus Fight 2
Peso Super-Pesado (+94,1 kg)
Jhonata Diniz (Santa Fé Team - BRA) vs Carlos 'Cliford' Meza (Team Fight Center / Team Pain - PAR)

Main Event: WGP Super Lightweight Title Bout:
Peso Super-Leve (64,5 kg)
Guilherme 'Ceará' Sanchos (Ceará Team) vs Paulo Tebar (Veras TK / CT Viscardi Andrade)

Challenger GP: Final
Peso Super-Leve (64,5 kg)
Vencedor da Semifinal 1 vs Vencedor da Semifinal 2

International Super Fight
Peso Casado (73 kg)
Rafael Teixeira (Teixeira Team / ARENA - BRA) vs Sebastian Martino (Don Team - ARG)

Super Fight
Peso Meio-Médio (71,8 kg)
Max Koubik (Yamauchi Team) vs Anderson 'Buzika' (Inside Munil Adriano)

Challenger GP: Semifinal 2
Peso Super-Leve (64,5 kg)
Samuel Pereira (Ponto 1 Fight) vs Jordan Kranio (Teixeira Team / ARENA)

Challenger GP: Semifinal 1
Peso Super-Leve (64,5 kg)
Vinicius Bereta (União ABC) vs Inglesson de Lara (Free Spirit)

International Super Fight
Peso Super-Leve (64,5 kg)
Petros 'Cabelinho' Freitas (World Strong Fight Team - BRA) vs Sebastian Juarez (Team Sud Atlantico - ARG)

International Super Fight
Peso Leve (60 kg)
Fabricio Zacarias (Immortal Fight Team - BRA) vs Daniel 'Choque' (União ABC - CHI)


Card Preliminar

Fight
Peso Meio-Médio (71,8 kg)
Italo 'Sabotagem' vs Marcos Carvalho

Fight
Peso Super-Leve (64,5 kg)
Wagner Nega vs Hugo 'Caveira' Marques

Fight
Peso Super-Médio (78,1 kg)
Mateus Nogueira vs Lucas Paredes

Fight
Peso Meio-Médio (71,8 kg)
Gilson 'Koringa' vs Manoel Fonseca

Fight
Peso Leve (60 kg)
Paulo Santiago vs Fernando 'Pato'

Fight
Peso Super-Leve (64,5 kg)
Gabriel de Lima vs Daniel Direto

Jhonata Diniz volta ao Brasil para encarar promessa paraguaia em luta bônus (FOTO: Divulgação/WGP)
Jhonata Diniz volta ao Brasil para encarar promessa paraguaia em luta bônus (FOTO: Divulgação/WGP)
Foto: Lance!
Lance!
Publicidade
Publicidade