0

Série D: Ríver elimina Lajeadense e está de volta à Terceirona em 2016

19 out 2015
21h44
  • separator
  • comentários

O River, bicampeão piauiense, garantiu o acesso para a Série C do Brasileiro em 2016. Nesta segunda-feira, exatamente no dia em que o Piauí comemora 193 anos, arrancou empate em 1 a 1 com o Lajeadense, na Arena Alvianil, em Lajeado, no Rio Grande do Sul. O time - que goleara por 3 a 0 na ida -  se tornou o quarto a subir para Terceirona brasileira (os outros foram Botafogo-SP, Ypiranga-RS e Remo). Alan Bald abriu o placar para os donos da casa no primeiro tempo. Fabinho empatou na etapa final.  O jogo também confirmou a fama do treinador Flávio Araújo, que alcançou o quinto acesso em torneios nacionais (os dois últimos com o Sampaio Côrrea).

Agora o River foca na disputa do título. Nas semis, terá pela frente outro gaúcho, o Ypiranga de Erechim. A outra semifinal será entre Botafogo-SP x Remo.

O Jogo

Treinando no Sul desde a sexta-feira passada para se acostumar com o clima frio (o jogo no Piauí foi sob calor de 40 graus) e com o campo pesado por causa das chuvas que não param no Sul, o River entrou em campo com força máxima. Já o Lajeadense estava sem o capitão Marabá (poupado por precaução), Mateus Santana e Michel (machucados). Por isso, o treinador Luiz Carlos Winck teve de optar em escalar no meio de campo o garoto Alan Bald, que fez a sua estreia na competição. E com outra surpresa: deixou o atacante Ramon, vice-artilheiro da Série D com 8 gols, no banco.

O público que não lotou o estádio (capacidade para 8 mil) buscou apoiar o time da casa, que se lançou ao ataque diante de um River muito cauteloso. Logo criou três boas chances em chutes de Ícaro e Eder que o goleiro Naylson defendeu bem e outra com Alan Bald, bem bloqueado quanto tinha chance para abrir o placar.
Aos 27 minutos, o Lajeadense largou na frente. Eder ganhou uma disputa pela esquerda e tocou para Alan Bald, na entrada da área. O camisa 10 bateu de primeira, de canhota, e abriu o placar.

No segundo tempo, o Lajeadense se manteve em cima e o treinador Luiz Carlos Winck renovou o ataque com duas substituições. Porém, aos 16 minutos, veio o golpe fatal. Após contra-ataque pela direita, o pequeno Fabinho recebeu no meio da área e tocou no cantinho de Giovane, empatando o jogo.

O time da casa sentiu o golpe. Os jogadores ficaram nervosos em campo e o lateral-esquerdo Goiano perdeu a cabeça, ao chutar um adversário que caiu prendendo a bola. Daí para a frente, restou ao River apenas deixar o tempo passar para festejar um acesso sonhado há sete anos. Já o Lajeadense, embora lamente não ter subido de divisão, ao menos tem a consolação de que a Série D de 2016 está próxima: o time decide um torneio regional nesta quinta-feira, a Copa Luiz Fernando Costa, contra o Pelotas, na casa do rival. Vencendo o jogo, assegura vaga na quarta divisão nacional.

No fim da partida, os jogadores fizeram as tradicionais comemorações e rezas em agradecimento. O treinador  Flávio Araújo era um dos mais entusiasmados.

- Estou muito feliz com o acesso. Enfrentamos um adversário complicado, tivemos alguns problemas extra-campo, com torcedor jogando rojão e cadeira, mas vencemos. Agora temos de comemorar com muito churrasco e vinho - disse ao Esporte Interativo.

Heroi do acesso por fazer o gol que empatou o jogo e matou a esperança do Lajeadense, Fabinho disse que o River foi muito inteligente:

-  A gente precisava jogar com cautela e no intervalo conversamos que era preciso manter a calma. Fizemos isso e deu tudo certo. Além disso,  tivemos uma bola no jogo, ela sobrou para mim e eu fiz o gol.


FICHA TÉCNICA


LAJEADENSE 0X1 RIVER-PI

QUARTAS DE FINAL DA SÉRIE D - Jogo de volta
Local: Arena Alvianil, Lajeado (RS)
Data e hora: 19/10/2015, às 19h (horário de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleo de Araújo (RJ)
Auxiliares: Andrea Izaura Marcelino e Carlos Henrique de Lima Filho (ambos do Rio)
Cartão Amarelo: Basso e Lenilson (LAJ); Fabinho (RIV)
Cartão Vermelho: Goiano (LAJ)
Gols: Alan Bald, 27'/1ºT (1-0), Fabinho, 16'/2ºT (1-1)

LAJEADENSE: Giovane; Igor, Laércio, Basso e Márcio Goiano; Fábio Rosa, Vinícius, Alan Bald (Lenilson, 16'/2ºT) e Diego Torres (Ramon, 10'/2ºT); Ícaro (Clayton, 27'/2ºT) e Eder Técnico: Luiz Carlos Winck
RIVER: Naylson; Tote, Índio, Rafael Araújo, Jadson; Amarildo, Rogério, Esquerdinha (Carlinhos, 26'/2ºT), Júnior Xuxa (Tiago DIas, intervalo); Eduardo (Bruno, 34'/2ºT) e Fabinho. Técnico: Flávio Araújo



Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade