2 eventos ao vivo

Ruschel desabafa em adeus à Chape: "Não dependo de piedade"

Sobrevivente do acidente aéreo em 2016, jogador quer provar que 'não depende da piedade de ninguém'. Empréstimo ao Esmeraldino durará até o final do Brasileirão

22 ago 2019
12h14
atualizado às 13h12
  • separator
  • 0
  • comentários

A Chapecoense acertou o empréstimo do lateral-direito Alan Ruschel para o Goiás até o final do Brasileirão. O contrato dele com o time catarinense, no entanto, se encerra apenas em dezembro de 2020. Alan foi indicado pelo técnico Ney Franco, que trabalhou com o jogador na Chape no começo da temporada e hoje está no Goiás.

Alan Ruschel desabafou na despedida da Chapecoense (Foto: Márcio Cunha/Chapecoense)
Alan Ruschel desabafou na despedida da Chapecoense (Foto: Márcio Cunha/Chapecoense)
Foto: LANCE!

Em entrevista coletiva no CT da Água Amarela, o jogador desabafou na despedida. Um dos três jogadores sobreviventes no desastre aéreo com a delegação alviverde na Colômbia em 2016, Ruschel destacou que é o momento "de provar que não depende da piedade de ninguém".

"É um novo desafio que eu busquei, acho que primeiro para provar para mim mesmo que não dependo da piedade de ninguém. E mostrar para o Brasil que muitos não enxergam e pensam que estou na Chapecoense por favor do clube. Acho que só quem está aqui sabe que não é. Me dediquei para voltar. Minha ida para o Goiás é para mostrar para Brasil que voltei a jogar em alto nível".

Ruschel enumerou os grandes feitos que conquistou pela Chapecoense e 'cutucou' alguns críticos de seu futebol. "Ajudei o clube a subir para a Série A do Brasileiro, tive participação na Sul-Americana, fui campeão, estava na tragédia aérea. Infelizmente, para algumas pessoas, as coisas tomam uma outra proporção. Minha ida para lá é para calar a boca de alguns que falam bobagem, falam coisas que não devem. Se algum momento incomodei alguém aqui, não foi por não trabalhar. Pelo contrário, saio de cabeça erguida por ter feito meu melhor aqui dentro", afirmou.

O jogador chegou à Chapecoense em 2013, logo depois de ser emprestado para o Internacional. Ele retornou em 2016. Em novembro, Alan estava no avião que caiu na Colômbia, matando mais de 70 pessoas, quando o time se preparava para a final da Copa Sul-Americana. O atleta sobreviveu à queda e iniciou o processo de recuperação para voltar aos gramados. Ele retonou em grande estilo, no amistoso contra o Barcelona (ESP), no Camp Nou.

Relembre:

 

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade