0
Logo do Fluminense
Foto: terra

Fluminense

Real ofereceu valor desejado pelo Flu, mas lesão impediu venda de Pedro

Diretor de futebol do Fluminense falou, ao L!, que centroavante deve voltar a ter propostas quando retornar da lesão; Real Madrid chegou aos valores pedidos

11 out 2018
15h00
atualizado às 18h24
  • separator
  • comentários

O ótimo momento de Pedro fez com que o Fluminense ficasse próximo de acertar a venda do atacante para a Europa. Procurado por Borussia Dortmund (ALE), Bordeaux (FRA) e Monterrey (MEX), a proposta que realmente chegou aos valores de 30 milhões de euros (R$ 130,7 milhões) pedidos pelo Tricolor foi a do Real Madrid (ESP). No início de setembro, logo após o fechamento da janela do meio do ano, o clube espanhol demonstrou interesse e abriu conversas para saber da situação do camisa 9. Porém, a cirurgia após a lesão no joelho direito contra o Cruzeiro, em 25 de agosto, deixaram os planos para depois.

Pedro ficou perto de sair do Fluminense no meio do ano (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)
Pedro ficou perto de sair do Fluminense no meio do ano (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)
Foto: Lance!

Em entrevista ao LANCE!, o diretor de futebol do Flu, Paulo Angioni, afirmou que o jovem provavelmente teria sido vendido caso não tivesse se machucado. O Fluminense, no entanto, apesar das dificuldades financeiras, não tentou se livrar do atleta a qualquer custo. O clube brasileiro, vale lembrar, tem direito a apenas 50% dos valores que futuramente forem negociados pelo jogador.

- Acredito que sim havia um planejamento pensado para uma possível venda do Pedro. Óbvio que a lesão atrapalhou, e muito. Não só no negócio, mas a própria equipe, pois você não tem um atacante da envergadura do Pedro e específico na posição. Casualmente atrapalhou também um negócio futuro. Essa fatalidade ocasionou a necessidade de buscar outro tipo de receita, já que o dinheiro de uma transferência era, teoricamente, condicionada. Não foi concretizada por uma fatalidade. Com certeza daria uma tranquilidade financeira até o final do ano. Se ele não tivesse se lesionado, acredito que teria sido vendido - disse o dirigente.
Atualmente, o clube não trabalha com propostas pelo atacante. O Bordeaux fez a primeira de 8,5 milhões de euros (R$ 39,6 milhões) pelo ex-artilheiro do Campeonato Brasileiro. O Monterrey, do México, ofereceu 20 milhões de euros. O staff de Pedro e o próprio jogador não quiseram ir para o futebol local. Outro time que chegou a sondar foi o Lyon (FRA), mas a equipe contratou Moussa Dembele, sua primeira alternativa para a posição.

O LANCE! apurou que o Real Madrid chegou aos valores, mas a lesão esfriou o negócio. A multa rescisória de Pedro é de 50 milhões de euros (R$ 217 milhões). Aos 21 anos, o centroavante tem vínculo até 2021 e ganhou um aumento salarial recentemente. Angioni lembra que sempre houve um plano de carreira voltado para o futuro de carreira de Pedro e, mesmo se a negociação não fosse para frente, o projeto com o atleta seria mantido.

- Esse (transferência) é um assunto que pode evoluir, é natural. Ele é muito jovem, a cirurgia foi super bem sucedida. Os primeiros momentos de recuperação são surpreendentes. A entrega e a dedicação dele são coisas que entusiasma qualquer um. Acredito que ele terá um processo menos demorado do que o previsto. Com isso, reativa uma ação. Ele é um jogador de mercado. Acredito que é uma receita que pode acontecer mais tarde um pouco. Acredito muito nisso e em uma recuperação magnífica. Ele vai atender o Fluminense de uma forma plena, como vinha fazendo - completou Angioni.

O dirigente ainda falou sobre a situação contratual de alguns jogadores e ainda avaliou o trabalho do técnico Marcelo Oliveira. As declarações completas você poderá ver nesta sexta-feira, no LANCE!.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade