3 eventos ao vivo

Quem não faz, leva! Fluminense pressiona, mas Avaí marca no fim e vence a primeira no Brasileiro

Tricolor cria bastante ao longo da partida desta segunda-feira, no Maracanã, mas não balança a rede. No final do jogo, de pênalti, catarinenses fizeram. Drama segue no torneio

2 set 2019
22h18
atualizado às 22h30
  • separator
  • 0
  • comentários

No drama da luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, Fluminense e Avaí fizeram confronto direto na noite desta segunda-feira, no Maracanã. Os comandados de Oswaldo de Oliveira dominaram praticamente em toda a partida, pressionaram, mas não balançaram as redes. E o ditado "quem não faz, leva", apareceu mais uma vez no futebol. No fim, de pênalti, João Paulo marcou para o Avaí e deu a vitória para os catarinenses por 1 a 0.

Confira a seguir a galeria especial do LANCE! com as imagens da vitória do Avaí sobre o Fluminense nesta segunda
Confira a seguir a galeria especial do LANCE! com as imagens da vitória do Avaí sobre o Fluminense nesta segunda
Foto: Lucas Merçon/Fluminense / Lance!

Com o resultado, Fluminense e Avaí seguem na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Os cariocas ficaram com 12 pontos, na 18ª colocação, com um jogo a menos - já os catarinenses, na lanterna, somaram dez pontos com esta primeira vitória na competição em 17 rodadas. O Cruzeiro, primeiro time fora do Z4, está com 18 pontos. Ambas as equipes voltam a campo pelo torneio no sábado - enquanto o Flu visita o Fortaleza, o Avaí pega o Flamengo.

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR E SIMULAR A TABELA DA COMPETIÇÃONÃO ADIANTA SÓ BELEZA
O Fluminense começou a partida pressionando. Mas as jogadas plásticas, de encher os olhos dos torcedores, eram prioridades dos atletas - de forma errada -, ao invés do simples ser feito para o gol sair e os pontos serem confirmados. Caio Henrique deu dois chapéus em Lourenço em um lance, Julião deu de voleio em outro, João Pedro de bicicleta em mais uma jogada... o mais efusivo foi aos 37 minutos, com Nenê demorando um século para finalizar. Não adianta só beleza, amigos.

QUEM NÃO FAZ...
Os jogadores do Fluminense seguiram pressionando. Ainda no primeiro tempo, Yony González e João Pedro obrigaram o goleiro Vladimir a fazer grandes defesas, levando o empate sem gols para o intervalo. A saga do Tricolor continuou na etapa final: Nenê, João Pedro e Yony González tiveram novas chances de colocar o Flu na frente do placar. O Avaí chegou pela primeira vez apenas aos 18 minutos, com Jonathan, acertando as redes pelo lado de fora.

...LEVA!
Já diria o ditado, "quem não faz, leva". E o Fluminense sofreu com isto nesta partida contra o Avaí. Depois de pressionar e criar bastante, aos 36 minutos do segundo tempo, Caio chegou duro em Iury. O árbitro Raphael Claus, no primeiro momento, não marcou, mas o VAR o chamou corretamente para analisar novamente no vídeo: pênalti bem assinalado. Aos 41, João Paulo foi para a cobrança e fez, Avaí 1 a 0. Fim de jogo, torcedores tricolores gritam "time sem vergonha" e o drama continua! Insatisfeitos, os torcedores também vaiaram Ganso, que substituído no segundo tempo, foi direto para o vestiário. Além disso, Oswaldo de Oliveira ouviu os gritos de "burro" das arquibancadas ao tirar João Paulo do jogo.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 0 X 1 AVAÍ

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 2/9/2019, às 20h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP) - Nota LANCE!: 6,5 (marcou bem o pênalti com o auxílio do vídeo)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Árbitro de vídeo: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Gramado: Regular
Público/renda: 16.043 pagantes/R$ 179.235,00
Cartões amarelos: Allan, Nino, Caio (FLU) e Ricardo (AVA)
Cartão vermelho: -

GOL: João Paulo 41'/2ºT (0-1)

FLUMINENSE: Muriel, Igor Julião, Nino, Digão e Caio Henrique; Allan, Paulo Henrique Ganso (Caio 23'/2ºT) e Nenê; Wellington Nem (Marcos Paulo 23'/2ºT), João Pedro (Lucão 35'/2ºT) e Yoni González. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

AVAÍ: Vladimir, Iury, Ricardo, Marquinhos Silva e Igor Fernandes; Pedro Castro, Richard Franco e João Paulo (Matheus Barbosa 45'/2ºT); Caio Paulista, Brenner (Jonathan 10'/2ºT) e Lourenço (Mosqueira 30'/2ºT). Técnico: Alberto Valentim.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade