0

Quebra ou mantém o tabu? Flu e Vasco duelam no Maracanã

Cruz-Maltino está há nove jogos sem perder dos rivais das Laranjeiras. Tricolor precisa quebrar sequência negativa contra time de São Januário e iniciar reação para deixar o Z-4

2 nov 2019
06h04
atualizado às 06h04
  • separator
  • 0
  • comentários

Quando Fluminense e Vasco se enfrentam, muitos tricolores ficam com a sensação de que uma derrota é o resultado mais provável. E é verdade. A história recente mostra nove jogos de invencibilidade cruz-maltina. Nesta reta final de Campeonato Brasileiro, o time das Laranjeiras precisa quebrar o tabu que vem desde 2015, enquanto a equipe de São Januário tenta subir na tabela com uma nova vitória. A partida é no Maracanã, às 19 horas, e terá transmissão em tempo real do site do LANCE!.

Yony e Guarín são esperança de gol no clássico (Foto: Divulgação)
Yony e Guarín são esperança de gol no clássico (Foto: Divulgação)
Foto: Lance!

Confira aqui a tabela do Campeonato Brasileiro

- Única coisa que nos resta é trabalhar para que essa bola comece a entrar. A gente se esforça, tem tentado colocar em prática aquilo que temos trabalhado, mas, infelizmente, a bola não tem entrado. Temos que fazer algo a mais para sair dessa situação - define Nino, sobre a má fase do time tricolor.

No lado do Vasco, que já se afastou mais diretamente da luta contra o rebaixamento, a intenção é fazer um jogo inteligente. Naturalmente a intenção é vencer o duelo, mas aproveitando o que entendem ser o "desespero" do rival pelos três pontos.

- Precisamos aproveitar esse desespero deles. Com tranquilidade, colocar nossa ideia de jogo. O professor Vanderlei já tem passado o que precisamos fazer para sairmos com a vitória - afirmou Rossi ao site oficial do Vasco.

Os problemas financeiros que Fluminense e Vasco atravessam geram atrasos de pagamento similares. Em campo, porém, o tabu vigente resulta em expectativas distintas diante das necessidades também diferentes que existem entre os times de Marcão e Vanderlei Luxemburgo.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade