5 eventos ao vivo

Ronaldinho é homenageado no Hall da Fama do Maracanã

Em 2011, quando ainda era jogador e atuava pelo Flamengo, o craque recebeu convite, mas não pôde comparecer por conta do calendário

8 jan 2019
16h06
atualizado às 16h38
  • separator
  • 0
  • comentários

Com muito samba e alegria, Ronaldinho Gaúcho entrou mais uma vez para o seleto grupo de homenageados do Maracanã. Pela primeira vez, o "Bruxo", como é conhecido, colocou seus pés no novo Hall da Fama do estádio, nesta terça-feira. O ex-jogador agradeceu à todos pelo carinho e disse estar feliz com o momento. Ele ressaltou que planeja uma partida de despedida no Rio de Janeiro.

Ronaldinho Gaúcho soma nove títulos internacionais - sendo os principais Copa do Mundo, Copa das Confederações e Copa América, pela Seleção Brasileira; e Liga dos Campeões, Libertadores e Recopa, pelo Barcelona e Atlético-MG. E seis títulos nacionais: quatro pelo Barcelona, um pelo Milan e a Copa do Brasil pelo time mineiro.

Ronaldinho Gaúcho é homenageado na calçada da fama do Maracanã (Foto: Carlos Bandeira de Mello)
Ronaldinho Gaúcho é homenageado na calçada da fama do Maracanã (Foto: Carlos Bandeira de Mello)
Foto: LANCE!

"Só tenho agradecer à todos. Ao futebol, à minha família, é um momento único, maravilhoso é muito importante para mim ser reconhecido deste jeito. Amo o Rio de Janeiro e contem sempre comigo para qualquer coisa", disse emocionado.

"Eu ainda estava em atividade e as datas não bateram naquela época, mas graças à Deus, hoje deu tudo certo. É um dos meus maiores troféus da minha carreira, que aconteceu hoje aqui", complementou o jogador.

O campeão Mundial com a camisa da Seleção Brasileira, em 2002, comentou da aposentadoria. Ele ressaltou que não parou para analisar suas conquistas dentro de campo.

"É muito recente. Parei de jogar, mas com a vida muito ativa, viajando muito. De um lado para o outro o tempo todo, mas na verdade ainda não parei para ficar analisando. Eu sou muito realizado. E parei, porque já consegui realizar tudo e fico muito honrado por tudo que conquistei", disse.

Para alegria de muitos apreciadores do futebol de Ronaldinho, ele deixou claro que há possibilidade de fazer uma partida de despedida. Ele salientou ainda que será no Rio de Janeiro, no Maracanã.

"Há possibilidade. Logo depois do Carnaval, vamos pensar em alguma partida de despedida... Tomara que seja no Rio de Janeiro, estamos resolvendo para que isso ocorra", afirmou.

O novo governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel também esteve presente na cerimônia de homenagem de Ronaldinho Gaúcho. Ele salientou que o Mago vai abrir ainda mais portas para o Maracanã receber turistas do mundo todo. Além disso, afirmou que firmará parceria com o Ronaldinho para auxiliar jovens com mais necessidades com intuito de estimular a prática do futebol.

"Em nome do povo do Estado do Rio de Janeiro quero agradecer nosso ídolo, de hoje, de sempre. Agora, imortalizado, nessa homenagem para o Ronaldinho e tenho certeza que o Maracanã ainda estará com uma visibilidade ainda maior para que a gente traga o turista. Nós, vamos trabalhar com projetos sociais e dizer para nossos jovens, assim como ele, lutando nos campos de futebol, e afirma que ele é o exemplo. Vamos resolver o problema da concessão do Maracanã para que possamos oferecer oportunidade o futebol aos jovens. Ronaldinho, você é um herói do Estado do Rio de Janeiro", disse o governador.

Os pés agora são digitalizados, técnica que permite armazenar definitivamente o registro. Ronaldinho, a exemplo de outros jogadores, ganhará ainda uma estação com fotos e itens como chuteira e camisa, integrando dessa maneira o Hall da Fama, um espaço que complementa a Calçada da Fama e valoriza ainda mais a história e a memória do estádio.

A ida de Ronaldinho ao Maracanã faz parte da tentativa do Consórcio Maracanã S.A, em recuperar parte do antigo acervo do museu. Dezenas de placas gravadas para a Calçada da Fama do Maracanã sumiram. Em 2010, o acervo do estádio chegou a 100 pegadas, mas as obras para a Copa do Mundo de 2014 e o descaso das autoridades fizeram com que muitas se perdessem - inclusive de ídolos já falecidos como Bellini, Nilton Santos e Sócrates.

Outros momentos da coletiva de Ronaldinho:

UM MOMENTO QUE VIVEU NO MARACANÃ

"Difícil falar. Desde os 15 anos jogando aqui no Maracanã até o último momento de carreira. Não tem como escolher um momento, são muitas lembranças boas aqui dentro (Maracanã)."

ARREPENDIMENTO?

"Saudade de tudo, principalmente, das amizades que desfazem por causa da distância. Dos treinos, da resenha com os companheiros. Acho que tudo... A concentração que a gente não gostava muito, mas aprendemos a conviver (risos)", brincou Ronaldinho.

ARRASCAETA NO FLAMENGO?

"Espero que sim. Desejo a sorte a todos que praticam futebol e que seja feliz onde prefere."

Veja também:

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade