1 evento ao vivo

Parque Aquático Julio de Lamare volta às atividades em abril

Reabertura oficial será nesta quarta-feira, às 16h00. Após reestruturação e descaso da Rio-2016, promessa do governo é de que local receba projetos voltados para crianças e atletas

2 abr 2018
13h06
atualizado às 14h34
  • separator
  • 0
  • comentários

O Parque Aquático Julio de Lamare vai retornar, a partir de abril, suas atividades esportivas. O local, fechado desde 2014, será reaberto oficialmente nesta quarta-feira, às 16h. A revitalização do equipamento foi feita em parceria entre a Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro (Suderj) e a Associação Bauruense de Desportos Aquáticos (ABDA Rio).

Vista do Parque Aquático Julio de Lamare (Foto:Divulgação)
Vista do Parque Aquático Julio de Lamare (Foto:Divulgação)
Foto: Lance!

A retomada da atividade do parque aquático será dividida em três fases. Na piscina coberta funcionarão duas escolinhas de iniciação esportiva de natação e polo aquático, com turmas de até 30 crianças, entre os horários das 8h às 11h40 e das 13h30 às 17h40, sob a gestão da ABDA Rio. As segunda e terceira fases são relativas à ocupação da piscina olímpica e do tanque de saltos.

"As turmas serão abertas gradativamente para uma perfeita integração de logística e ocupação do espaço. Quando estivermos trabalhando em plena capacidade com todas as turmas, a previsão de ocupação do parque aquático será de 1.500 crianças diariamente, com um atendimento de 6.000 alunos", explicou o diretor da ABDA Rio, Alexandre Zwicker.

Reforma

A gestão do Parque Aquático foi assumida pela Suderj no final de 2017, após ser devolvida por parte da Rio-2016, que abandonou o local sem concluir as intervenções necessárias. Uma das primeiras medidas foi a contratação emergencial de uma empresa de segurança a fim de sanar os constantes furtos de materiais e invasões indevidas ao local.

Em seguida, o foco foi para a limpeza do espaço e na reestruturação na gestão de projetos esportivos voltados à população. A Suderj pretende ocupar o Julio de Lamare com quatro frentes de atuação - projetos socioesportivos, incluindo o atendimento às pessoas com deficiência, esporte de base, alto rendimento e captação de eventos.

"O parque aquático sempre teve a característica de atender tanto a iniciação esportiva, quanto em servir de local de treinamento para atletas profissionais. Por isso, a Suderj já está em tratativas com alguns clubes para também abrigar o alto rendimento e fazer novamente do Julio de Lamare a casa do desporto aquático no Rio de Janeiro", concluiu José Ricardo Brito, presidente da Suderj.

Inscrições

A ABDA Rio está responsável pelas inscrições para as aulas de natação e polo aquático. É necessário que o aluno esteja matriculado em uma rede de ensino, bem como ter entre 5 e 14 anos. A documentação exigida é certidão de nascimento do aluno, RG e CPF da criança (se tiver), comprovante de endereço (dos pais ou responsáveis) e declaração escolar de matrícula. Não é necessário que o aluno saiba nadar, pois irá aprender durante as aulas. A entidade disponibilizou um e-mail para que os interessados possam tirar dúvidas e obter informações - rio@abdabauru.com.br

Veja também

"Se o espírito brasileiro agora acha a paz, está ok", diz Löw

 

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade