1 evento ao vivo

Patrocinador oferece quase R$ 1 bilhão ao Palmeiras até 2029

Blackstar, empresa que atua no mercado de bioenergia e energia, com escritórios na Ásia, manifestou intenção através da chapa de oposição a Galiotte e pode substituir a Crefisa

11 dez 2018
14h36
atualizado às 15h41
  • separator
  • 0
  • comentários

Na tarde desta terça-feira, está marcada no Palmeiras uma reunião com representantes da Blackstar International Limited, com escritórios na Ásia e com atuação no mercado de energia e bioenergia. A empresa tem uma proposta de patrocínio que chega próximo de R$ 1 bilhão por dez anos, com valor que pode chegar a R$ 1,4 bilhão com adicionais.

Galiotte receberá representantes de empresa trazida pela chapa de Genaro Marino, da oposição (Divulgação)
Galiotte receberá representantes de empresa trazida pela chapa de Genaro Marino, da oposição (Divulgação)
Foto: LANCE!

A Blackstar chegou ao clube por meio da chapa de Genaro Marino, que fez oposição a Maurício Galiotte, reeleito no último dia 24. O próprio Genaro, vice-presidente do clube nos mandatos de 2013 até este ano, confirmou o encontro e a proposta de patrocínio fixo de US$ 25 milhões anuais (R$ 97,25 milhões, o que daria R$ 972,5 milhões até 2029).- São US$ 25 milhões anuais, mas com adicionais. Primeiro, a Blackstar e o Palmeiras precisam considerar e entender o que podem fazer com esse recurso. Não participarei da reunião exatamente para deixar o Palmeiras livre para decidir o que fazer", disse Genaro ao LANCE!

A intenção da Blackstar em patrocinar o Palmeiras ficou registrada em carta da oposição, protocolada no clube na véspera da eleição. No documento, endereçado a Galiotte, Seraphim Del Grande, presidente do Conselho Deliberativo, e Carlos Della Monica, presidente do Conselho de Orientação e Fiscalização, Genaro avisou que a oferta da Blackstar estaria à disposição independentemente do resultado que ocorresse nas urnas.

Na semana passada, Leila Pereira, proprietária da Crefisa e da Faculdade das Américas (FAM), que patrocinam o Palmeiras desde 2015, deu entrevista exclusiva ao LANCE! e disse não acreditar na proposta da Blackstar, confiando na renovação de seu contrato com o time alviverde.

Neste ano, o acordo com Crefisa e FAM rendeu ao Palmeiras R$ 78 milhões em patrocínio, além de mais R$ 10 milhões como prêmio pela conquista do Brasileiro. O contrato entre as empresas e o clube vai até dia 31 e há a manifestação de interesse tanto dos proprietários quanto de Galiotte para firmar novo acordo por três anos, período do novo mandato do presidente.

A participação política de Leila Pereira e José Roberto Lamacchia, proprietários das empresas e eleitos membros do Conselho Deliberativo do clube, foi o principal motivo para a cisão dos vice-presidentes com Galiotte, gerando a chapa encabeçada por Genaro Marino Neto nas eleições do último dia 24.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade