PUBLICIDADE

Oeste empata no minuto final e frustra sonho do Juventude em voltar ao G-4

Em um jogo de várias oportunidades de gol, o time gaúcho já contava com a vitória quando Pedrinho empatou o duelo aos 49 minutos

8 dez 2020 18h03
| atualizado às 18h11
ver comentários
Publicidade

No Alfredo Jaconi, o Juventude empatou em 2 a 2 com Oeste na abertura da 27ª rodada da Série B. Os gaúchos venciam até os minutos finais e já contavam com a volta ao G-4, quando Pedrinho apareceu aos 49 minutos e jogou um balde de água fria nos adversários.

Arthur Dallegrave/ECJuventude
Arthur Dallegrave/ECJuventude
Foto: Lance!

A equipe de Pintado que até os 48 minutos do segundo tempo estava em terceiro com 45 pontos, terminou o duelo com 43 pontos e permanece fora do G-4 por mais uma rodada. Caso Cuiabá (43 pontos) e Sampaio Corrêa (44 pontos) vençam seus respectivos jogos, as equipes podem ampliar a vantagem sobre o Juventude.

Na lanterna, o Oeste chegou aos 16 pontos e agora está a 13 atrás do Paraná, primeiro time fora do Z-4. A diferença, cabe lembrar, ainda pode aumentar caso os paranaenses vençam seu duelo contra o Figueirense.

No sábado, o Juventude volta a jogar diante do Confiança na Arena Batistão. Enquanto isso, na sexta, o Oeste enfrenta o CSA também fora de casa pela 28ª rodada da Série B.

PRIMEIRO TEMPO COM GOL NO COMEÇO E NO FIM

O Oeste surpreendeu e abriu o placar nos primeiros minutos. De pênalti, Fábio deslocou o goleiro Marcelo Carné e fez o primeiro do duelo no Alfredo Jaconi. Após o gol, o time paulista seguiu incomodando os gaúchos, que por sua vez tentavam chegar de pouco em pouco ao gol de Caíque França.

A partir dos 10 minutos, o Juventude passou a ficar mais com a bola e ter mais chances de gol. Aos 21 e aos 23 minutos, Matheuzinho assustou Caíque com chutes perigosos. Em meio a este tempo, Renato Cajá também tentou fazer sua parte, mas seu arremate foi longe do gol. O Oeste passou a ter menos a posse, administrou o resultado mais na defesa, mas ainda tentava pontuais ataques.

Aos 37 minutos, a melhor chance do Juventude. Renato Cajá cobrou uma falta de longe, a bola venenosa explodiu no travessão. Três minutos mais tarde um bombardeio do Oeste. Léo Ceará chutou, Carné defendeu. Após a sobra, Pedrinho chutou no travessão, Fábio, no rebote cabeceou e Carné novamente defendeu até que a zaga chegou para colocar para escanteio.

Nos acréscimos, o árbitro marcou pênalti para o Juventude após ele ver o toque de mão de Bruno Lopes. João Paulo assumiu a responsabilidade e chutou no canto esquerdo de Caíque França para dar números finais no primeiro tempo.

SEGUNDO TEMPO COM GOLAÇO E EMPATE NO FIM

Na volta do intervalo, Pintado fez duas mexidas e colocou Helder na lateral-esquerda e Rafael Silva no ataque. Com a bola rolando, a primeira chance foi do Juventude após Igor fazer jogada individual e chutar com perigo ao gol de Caíque. Em escanteio próximo aos 10 minutos, o zagueiro Vitão quase amplia para o Oeste ao cabecear com petigo. Na sequência, Matheuzinho respondeu pegando uma sobra de primeira para Caíque França fazer uma linda defesa.

Um dos principais armas no ataque, Cajá deixou o campo para dar lugar a Roberto aos 16 minutos. Sem o meio-campista, João Paulo quase marcou outro gol em cobrança de falta que passou muito perto do gol. As chances de gol deram uma paralisada e os goleiros conseguiram respirar, mas quando voltou, aos 35 minutos, foi com o Oeste. Bruno Alves arriscou de longe e Carné apareceu novamente para jogar para escanteio.

Mas quem aproveitou a vez mesmo foi o Juventude. Aos 37 minutos, Matheuzinho arriscou de longe, a bola pegou um efeito e não deu chances para Caíque. Foi o primeiro gol do jogador com a camisa do Juve. O Oeste fez uma pressão na reta final e conseguiu sair de Caxias com um empate no último lance. Pedrinho pegou o rebote e chutou rasteiro da entrada da área para igualar o marcador e dar números finais.

Lance!
Publicidade
Publicidade