0

Náutico supera o Campinense e garante sua vaga na Copa do Nordeste 2020

De forma épica, pernambucanos encontram gol salvador perto dos acréscimos na etapa final e deixam os paraibanos pelo caminho

15 mai 2019
23h43
  • separator
  • 0
  • comentários

Na noite desta quarta-feira (15), Náutico e Campinense entraram em campo pela partida de volta da Copa Pré-Copa do Nordeste 2020, no estádio dos Aflitos.Com o resultado final de 2 a 0, a equipe comandada por Gilmar Dal Pozzo acabou garantindo sua vaga para a fase grupos em 2020, se recuperando da derrota por 2 a 1 no jogo de ida, disputado no dia 1º de maio.

Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Foto: Lance!

Primeiro tempo

Precisando da vitória por conta do revés sofrido na partida de ida, o Náutico, nos primeiros quinze minutos de jogo, tratou de colocar pressão no adversário. No entanto, o time do Campinense mostrava-se atento as ações do rival e conseguia afastar o perigo do jeito que podia.

Com o passar do tempo, o panorama do confronto era basicamente igual com os donos da casa ainda perigosos nas tentativas de finalizações. Porém, aos poucos a Raposa tentava chegar mais ao seu campo de ataque visando ficar mais com a posse de bola, mas eram raras as aparições.

Nos últimos 15 minutos, o duelo passou a ficar equilibrado com as duas equipes buscando seu gol a todo momento. Mesmo com a pressão dos dois lados, pouco se via lances reais de gol, dando a deixa para arbitragem encerrar a etapa.

Segundo tempo

No retorno para os últimos 45 minutos, apenas o Náutico modificou seu esquema tático inicial colocando Rafael Oliveira no lugar de Josa.

Assim como foi no primeiro tempo o Alvirrubro começou melhor. Mas a Raposa não estava disposta a apenas defender-se e, em algumas chegadas, oferecia perigo ao gol defendido por Bruno.

E a insistência por parte do Timbu deu resultado. Aos 12 minutos, em cruzamento pelo lado direito feito por Luiz Henrique, o atacante Odilávio Júnior cabeceou e abriu a contagem nos Aflitos. 1 a 0.

O gol marcado animou os donos da casa que, por sua vez, passaram a dominar o confronto buscando ampliar a vantagem, e conseguindo neutralizar qualquer tentativa de conta-ataque por parte do Campinense, isso tudo até meados dos 25 minutos.

Percebendo a queda de rendimento de sua equipe, Diá resolveu optar por uma troca em sua equipe tirado Erivan e colocando em seu lugar Chaveirinho. Por outro lado, Gilmar Dal Pozzo não ficou por baixo, e tratou de aumentar seu poder ofensivo colocando Tarcisio Martins no lugar Odilávio.

Feitas as substituições, os donos da casa, de forma insistente, passaram a fazer uma blitz em seu campo de ataque tentando evitar as penalidades até que conseguiram. Aos 45 minutos, após um lance de disputa, Rafael Oliveira pegou o rebote e a bola acabou entrando. 2 a 0.

Nos acréscimos, a emoção tomou conta das arquibancadas com o Campinense indo atrás do prejuízo. E mesmo com as tentativas de balançar as redes, o alvirrubro foi valente conseguindo segurar a Raposa até o último segundo, com direito a muita comemoração da torcida

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade