2 eventos ao vivo

Lateral da Inglaterra não levará família à Rússia por medo de racismo

Em entrevista ao jornal 'The Evening Standard', Danny Rose também criticou a multa aplicada a quem for acusado de fazer atos racistas. Ingleses estreiam contra a Tunísia

6 jun 2018
13h42
atualizado às 13h45
  • separator
  • comentários

A questão racial voltou a ser pauta perto do início da Copa do Mundo. Em entrevista ao jornal "The Evening Standard", o lateral da Inglaterra Danny Rose revelou que não vai levar a família à Rússia, por medo de ataques racistas.

Danny Rose vai defender a Inglaterra na Copa do Mundo (Foto: GLYN KIRK / AFP)
Danny Rose vai defender a Inglaterra na Copa do Mundo (Foto: GLYN KIRK / AFP)
Foto: Lance!

- Se eu for ofendido lá, nada vai mudar. Não deveria ser assim. Não estou preocupado comigo mesmo, mas disse a meus familiares que não quero que vão para lá por causa do racismo e qualquer outra coisa que possa acontecer - disse.

Rose também aproveitou para criticar as punições para quem for acusado de racismo.

- De alguma forma, eles conquistaram o direito de sediar a Copa do Mundo, então temos que lidar com isso. Mas uma multa de 22 mil libras é nojento. Não quero soar arrogante, mas seu eu fosse multado em 22 mil libras, não me faria nenhuma diferença. Um país ser multado em 22 mil libras é digno de dar risada - completou.

A Inglaterra está no grupo G e estreia diante da Tunísia, no dia 18 de junho. Bélgica e Panamá completam a chave.

Lance!
  • separator
  • comentários
publicidade