0

Alana é imobilizada por mexicana e fica com a prata no judô

Paulista conquista uma medalha em sua primeira disputa de Jogos Paralímpicos. Lenia Alvarez fatura o ouro, enquanto bronze vai para Venezuela e Uzbequistão

10 set 2016
16h30
atualizado às 17h15
  • separator
  • comentários

O Brasil faturou no início da tarde deste sábado a sua segunda medalha de prata no judô nos Jogos Paralímpicos. Na final da categoria até 70kg, Alana Martins Maldonado foi superada pela mexicana Lenia Fabiola Alvarez por imobilização. O bronze ficou com a venezuelana Naomi Soazo e a uzbeque Gulruh Rahimova.

Alana acabou sendo derrotada na final da categoria até 70kg (Foto: Reprodução Flickr)
Alana acabou sendo derrotada na final da categoria até 70kg (Foto: Reprodução Flickr)
Foto: Lance!

No caminho até a final, Alana tinha vencido com propriedade seus combates. Na decisão, contudo, acabou sendo dominada pela experiência de Alvarez, que já tinha em seu currículo duas medalhas paralímpicas. Muito emocionada, a brasileira recebeu o reconhecimento do público, que gritou seu nome e a aplaudiu de pé.

Mesmo sem faturar o ouro, Alana pode sair satisfeita da Arena Carioca 3. Afinal de contas, foi sua primeira edição de Jogos Paralímpicos. A judoca, de apenas 21 anos, também foi prata nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto realizado no ano passado.

Ainda neste sábado, último dia do judô nos Jogos Paralímpicos, o Brasil pode faturar mais três medalhas. Deanne Silva disputa o bronze na categoria acima dos 70kg. Já Antônio Tenório decide nos duelos até 100kg, enquanto Willians Silva de Araújo tentará seu primeiro ouro nos confrontos acima de 100kg.

 

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade