0

Alana é imobilizada por mexicana e fica com a prata no judô

Paulista conquista uma medalha em sua primeira disputa de Jogos Paralímpicos. Lenia Alvarez fatura o ouro, enquanto bronze vai para Venezuela e Uzbequistão

10 set 2016
16h30
atualizado às 17h15
  • separator
  • 0
  • comentários

O Brasil faturou no início da tarde deste sábado a sua segunda medalha de prata no judô nos Jogos Paralímpicos. Na final da categoria até 70kg, Alana Martins Maldonado foi superada pela mexicana Lenia Fabiola Alvarez por imobilização. O bronze ficou com a venezuelana Naomi Soazo e a uzbeque Gulruh Rahimova.

Alana acabou sendo derrotada na final da categoria até 70kg (Foto: Reprodução Flickr)
Alana acabou sendo derrotada na final da categoria até 70kg (Foto: Reprodução Flickr)
Foto: Lance!

No caminho até a final, Alana tinha vencido com propriedade seus combates. Na decisão, contudo, acabou sendo dominada pela experiência de Alvarez, que já tinha em seu currículo duas medalhas paralímpicas. Muito emocionada, a brasileira recebeu o reconhecimento do público, que gritou seu nome e a aplaudiu de pé.

Mesmo sem faturar o ouro, Alana pode sair satisfeita da Arena Carioca 3. Afinal de contas, foi sua primeira edição de Jogos Paralímpicos. A judoca, de apenas 21 anos, também foi prata nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto realizado no ano passado.

Ainda neste sábado, último dia do judô nos Jogos Paralímpicos, o Brasil pode faturar mais três medalhas. Deanne Silva disputa o bronze na categoria acima dos 70kg. Já Antônio Tenório decide nos duelos até 100kg, enquanto Willians Silva de Araújo tentará seu primeiro ouro nos confrontos acima de 100kg.

 

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade