8 eventos ao vivo

Football Leaks aponta racismo do PSG nas categorias de base

Clube francês nega acusações de que jogadores eram contratados ou não por conta de suas etnias

8 nov 2018
16h52
atualizado às 18h09
  • separator
  • comentários

Os documentos da 'Football Leaks' entraram em cena novamente nesta quinta-feira e de acordo com informações divulgadas pelo jornal francês 'Mediapart', o Paris Saint-Germain assinou com jogadores da categoria de base de acordo com a cor de pele.

Os casos de discriminação ocorreram no período de 2013 até este ano.

Campeão francês novamente denunciado pela Football Leaks (Foto: FRANCK FIFE / AFP)
Campeão francês novamente denunciado pela Football Leaks (Foto: FRANCK FIFE / AFP)
Foto: LANCE!

O documento divulgado consta que o jovem jogador da seleção francesa, Yann Gboho, marfinense, deixou de ser contratado pelo clube francês em 2014 justamente por conta de sua origem, já que o PSG obrigava seus olheiros a definirem os jogadores como: 'francês', 'magrebino (norte-africano)', 'africano' e 'das Antilhas'.

Marc Westerloppe, olheiro do Paris Saint-Germain e responsável pela chegada de vários jovens jogadores ao clube francês, afirmou na época que recebeu orientação para equilibrar a 'diversidade', já que haviam muitos jogadores africanos e das Antilhas no elenco, e que a diretoria queria mais franceses.

Em nota, o Paris Saint-Germain confirmou o conteúdo dos documentos foram realmente utilizados durante este período, mas que a iniciativa foi totalmente feita de forma individual do responsável pelo departamento de olheiros. Além disso, o PSG afirmou que não concorda com este tipo de ação e que isto não corresponde aos valores do clube.

Veja também:

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade