0

Fifa deve mudar formato do Mundial de Clubes e avançar por 48 seleções na próxima Copa do Mundo

Reunião da entidade nesta sexta nos EUA pode definir algumas mudanças na competições, realizando o Mundial de quatro em quatro anos e ampliando número de países na Copa

15 mar 2019
10h43
  • separator
  • comentários

Uma reunião que será realizada nesta sexta-feira em Miami, na Flórida, deve mudar os rumos de algumas competições no futebol. De acordo com o 'Globoesporte.com', o conselho da Fifa deve aprovar uma nova formatação para o Mundial de Clubes, além de avançar na definição da Copa do Mundo do Qatar com 48 seleções em 2022.

Mundial de Clubes e Copa do Mundo podem ter formato modificado (Foto: AFP/MLADEN ANTONOV)
Mundial de Clubes e Copa do Mundo podem ter formato modificado (Foto: AFP/MLADEN ANTONOV)
Foto: Lance!

"Novo" Mundial de Clubes
O atual torneio entre os clubes que é disputado todos os finais de ano reunindo os vencedores da competições continentais seria substituído por um campeonato com um novo modelo. A Fifa deseja realizar um Mundial de quatro em quatro anos com 24 vagas, sendo seis para a América do Sul. O torneio também serviria como forma de substituir a Copa das Confederações, torneio considerado como fracasso técnico e de público pela própria entidade.

Assim sendo, as vagas se distribuiriam da seguinte forma: 8 para a Uefa, 3 para a Ásia, 3 para a África, 3 para a Concacaf, 6 para a Conmebol e 1 para a Oceania. Os critérios de classificação para 'novo' mundial serão definidos pelas próprias confederações. A Uefa não vê com bons olhos os novos moldes da competição, uma vez que obrigaria as equipes europeias a jogar mais vezes numa temporada, mesmo que seja apenas de quatro em quatro anos.Copa do Mundo com 48 seleções
Além das mudanças no Mundial de Clubes, a alta cúpula da Fifa quer mexer nos moldes da Copa do Mundo. A entidade pretende organizar o torneio com 48 seleções, proposta que já foi aprovada para 2026, nos Estados Unidos, México e Canadá, mas Gianni Infantino, presidente da Fifa quer que a medida seja antecipada para 2022, no Qatar.

Segundo um estudo, encomendado pela própria entidade, afirmou que é possível a antecipação da mudança, desde que o Qatar aceite dividir a Copa com alguns países vizinhos como Kuwait, Omã, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Arábia Saudita. Uma só nação com um número restrito de estádios não suportaria a quantidade de partidas que seriam realizadas.

No entanto, um grande problema pode emperrar o possível aumento no número de seleções. Emirados Árabes, Bahrein e Arábia Saudita, impuseram um bloqueio econômico ao Qatar em 2017, que vigora até hoje. O país sede, por sua vez, também não deseja dividir o torneio com esses países. O Conselho deve apresentar uma proposta de divisão com Omã e Kuwait, países mais neutros na região. O projeto será entre ao Congresso da Fifa, num evento em Paris, onde numa votação mais ampla, os 211 países filiados à entidade decidirão sobre a expansão ou não da Copa do Mundo.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade