2 eventos ao vivo

Estreantes falham e Grêmio perde para o Caxias no Gauchão

Estreia das equipes no Campeonato Gaúcho teve erro capital de Lucas Silva e queda lenta de Vanderlei em cobrança de falta

22 jan 2020
22h15
atualizado às 22h28
  • separator
  • 0
  • comentários

O primeiro jogo de alguns nomes vestindo a camisa do Grêmio não gerou as melhores lembranças. Diante do Caxias pela primeira rodada do Gauchão, o meio-campista Lucas Silva e o goleiro Vanderlei cometeram erros que tiveram influência direta no resultado, com o SER vencendo por 2 a 0, em jogo que aconteceu na Arena.

Vanderlei (frente) lamenta, enquanto jogadores do Caxias comemoram gol de Tilica.
Vanderlei (frente) lamenta, enquanto jogadores do Caxias comemoram gol de Tilica.
Foto: Itamar Aguiar / Agência Free Lancer / Estadão

Logo com nove minutos de jogo, um erro de passe do estreante Lucas Silva, onde Alisson não conseguiu alcançar a bola, cobrou um alto preço para os donos da casa e foi capitalizado pelo SER, que abriu o marcador. Gilmar dominou e tocou para Léo Tilica, que partiu em disparada para driblar Kannemann, Vanderlei e tocar de esquerda para o gol vazio.

Com dificuldades para impôr o seu estilo de jogo mais envolvente, o Tricolor esbarrava na marcação do Caxias, que via, na saída em velocidade, sua arma mais eficiente.

Foi assim, aliás, que novamente Tilica teve a oportunidade de deixar a vantagem ainda mais interessante, aos 39 minutos. Porém, a nova tentativa de driblar Vanderlei foi frustrada por queda, seguida de reclamação de pênalti não atendida pela arbitragem.

O ambiente da partida e o comportamento de ambos os lados não se modificou com a volta dos dois times para a etapa complementar. E, da mesma forma dos primeiros 45 minutos iniciais, um erro individual pesou bastante para que o time do interior gaúcho aumentasse a conta.

Com 19 minutos, o lateral-direito Ivan bateu falta da intermediária e viu Vanderlei cair devagar na bola, antes dela estufar as redes do time anfitrião.

Depois do segundo tento, o Grêmio até tentou de maneira um tanto quanto desordenada avançar para diminuir o prejuízo. Porém, o máximo que conseguiu foi fazer Marcelo Pitol trabalhar bem em duas oportunidades e motivar uma sonora onda de vaias ao apito final da arbitragem.

Veja também:

 

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade